O Submundo do Modern - Séance
26/12/2017 10:00 / 10,075 visualizações / 14 comentários

 

Fala, galera! Esse é o último Submundo do Modern de 2017, mas a produção de decks estranhos não para! Eu juro que a escolha do deck postado hoje e qualquer semelhança com a data de ontem é mera coincidência, então não me culpem por nada desse tipo..
 
Esse é mais um dos decks que eu realmente não havia visto, mas que me sugeriram e eu achei extremamente interessante para abordar, já que atende a todos os requisitos para estar presente aqui. Essa lista, pilotada pelo jogador UTDZac, conseguiu destaque numa Liga Modern no Magic Online e realmente parece ser bem única, já que não consegui encontrar nenhum resultado de um deck com Seance em torneios passados no formato (corrijam me se eu estiver errado!).

 

Seance - Modern
2017-12-19

Jogador

Teddy_Bear_X

Visitas

10176

Código Fórum

[deck=760693]

 

Como vocês podem ver, tentamos tirar o máximo de proveito desse encantamento e, para isso, praticamente todas as nossas criaturas possuem efeitos que desencadeiam quando elas entram ou saem do campo de batalha ou, melhor ainda, nas duas situações! Usando as cinco cores do Magic, já que o Modern nos oferece uma boa base de mana para isso, conseguimos uma quantidade enorme de efeitos variados para diversas situações, então acabamos construindo uma caixinha de ferramentas incrível que pode surpreender quase todos os oponentes.
 
Assim que o encantamento entra no campo de batalha, podemos entrar em contato com o mundo espiritual a cada manutenção, tanto na nossa quanto na de nosso oponente, e assim trazer de volta momentaneamente para o campo de batalha qualquer criatura que esteja em nosso cemitério. Como acaba sendo um efeito bem constante, não queremos passar alguns turnos sem que nada seja trazido de volta, então quase metade de nossa lista é composta por criaturas.
 
Não da pra depender também das criaturas caírem em nosso cemitério por acaso, então temos duas cartinhas perfeitas para essa estratégia: Satyr Wayfinder e Commune with the Gods. A primeira, uma criatura, tem a função de nos achar criaturas específicas para continuarmos no jogo, além de conseguir corrigir facilmente nossa curva de mana e nos garantir terrenos nos próximos turnos, além de oferecer um pouco de tempo no processo, já que pode bloquear algo do oponente para cumprir de vez seu ciclo de vida. Commune with the Gods não nos garante um corpo no campo de batalha, porém também consegue nos achar mais criaturas ou, mais importante ainda, o próprio Seance para começarmos nossa sessão espírita.

 

 

Notem apenas que essas duas cartas não só nos oferecem recursos para os próximos turnos, mas enviam uma boa quantidade de cartas para o cemitério que servem de alimento para nosso encantamento posteriormente. Temos 7 cópias delas juntas na nossa lista, então a administração de nossos recursos junto com o envio de combustível para o cemitério será constante, basta apenas escolhermos bem o que queremos conjurar de nossa mão e o que queremos que volte momentaneamente no futuro do nosso cemitério.
 
A brincadeira começa a ficar mais divertida ainda quando olhamos para a seleção de criaturas que o jogador fez. Uma de suas linhas de jogo consegue atacar a base de mana do oponente de uma maneira que pode se tornar até injusta se funcionar direitinho, com nossas cópias de Fulminator Mage e Avalanche Riders. Em um mundo perfeito, nós teríamos uma Birds of Paradise no primeiro turno, um Fulminator Mage no segundo e, a partir do 4º turno, um Seance já trazendo o Fulminator Mage de volta para cabar com mais um terreno. Podemos ainda não fazer esse Seance no turno 4 e, ao invés disso, conjurar um Avalanche Riders sem pagar seu custo de eco no próximo turno, obviamente, onde aí sim cairia um Seance e o oponente provavelmente ficaria sem conjurar mágicas ou causar problemas por uns bons turnos...
 
Outra linha de jogo interessante, mas que acaba sendo consequência da lista e não uma estratégia em si, é relativa à quantidade de criaturas que temos que ganham vida quando entram no campo de batalha, indo desde um simples Lone Missionary, à um Siege Rhino ou Huntmaster of the Fells. Porém, por mais que o ganho de vida de seja a característica em maior evidencia nessas criaturas, cada uma delas tem uma função bem importante para nosso jogo.
 

 
Começando por baixo com o Lone Missionary, pode até não parecer, mas essa criatura tem uma importância enorme aqui, ainda mais contra decks agressivos. Já que nosso jogo é relativamente lento, ainda mais se não fizermos uma Birds of Paradise no começo do jogo. Com ele nós temos o ganho de 4 pontos de vida assim que entra no campo de batalha e um corpo forte o bastante para matar uma das várias criaturas com 2 pontos de resistência de um Burn ou outro aggro semelhante. Claro que o oponente pode facilmente gastar uma remoção nele, mas ainda assim estaremos no lucro. Tendo duas cópias dele ainda na lista e a possibilidade de cavar no nosso deck atrás deles, se conseguirmos encaixar um Seance já tendo acesso à eles, no total dá pra ganhar 16 pontos de vida com apenas essas duas criaturas.

 

 

Huntmaster of the Fells também nos garante vida, mas a ficha que ele cria ao entrar no campo de batalha é seu diferencial aqui, principalmente pelo fato de que ela continua no campo de batalha mesmo que seu dono tenha vindo através de um Seance. O fato de se transformar em uma criatura maior e poder ser até uma remoção já é conhecido pela maioria aqui no formato, então nem preciso me aprofundar muito nos alvos que ele pode ter e como pode dominar o campo de batalha sozinho facilmente, certo?

 

 

Siege Rhino, um dos eternos demônios que ainda vive assustando a mente de alguns jogadores do Standard, obviamente estaria aqui também, já que além de nos garantir uns pontos de vida quando entra no campo de batalha, também suga essa mesma quantidade do oponente, além de ter um corpo enorme para seu custo. infelizmente ele não deixar vestígios como nosso amigo Huntmaster, mas o dreno pode compensar muito mais, tanto que temos 3 cópias dele na lista principal, mais do que quaisquer uma dessas criaturas que acabei de citar.

 

 

Vale notar inclusive que no sideboard temos mais uma criatura que entra nessa lista de ganho de vida com efeitos extras: Thragtusk. Entendo que a presença dele aqui deixaria a lista ainda mais lenta, então, no sideboard, contra decks que realmente se incomodam com o ganho de vida (ou com cartas que nos ofereçam 2 efeitos por 1) ele acaba sendo bem mais útil. No caso ele segue a linha do Huntmaster of the Fells nos garantindo um corpo extra, mesmo que apenas quando sai do campo de batalha, porém é bom notar que mesmo através de um Seance, quando a ficha criada dele por esse encantamento for exilada, a ficha 3/3 de besta ainda é criada.

 

 

Outras duas criaturas nessa lista, Shriekmaw e Mulldrifter, são criaturas com efeitos ótimos, mas com uma habilidade que as tornam perfeitas para o deck: evoke! Com ela nós podemos nos aproveitar do efeito que essas criaturas tem quando entram no campo de batalha ao mesmo tempo em que alimentamos nosso cemitério para um futuro Seance. Existem inclusive muito mais criaturas com essa habilidade que podem até estar presentes aqui numa configuração um pouco mais diferenciada, como Ingot Chewer, Wispmare e até mesmo Reveillark, que tem alvos pra caramba aqui.
 

 
Agora, não tem como falar desse tanto de efeito desencadeado sem falar de Restoration Angel, que ao mesmo tempo em que me espanto por ver apenas uma cópia dele nessa lista, também acho essa uma escolha plausível, já que é preferível ter vários efeitos diferentes do que mais dos mesmos que se repetem sempre. Ainda assim, essa única cópia é capaz de nos garantir por uma vez extra o efeito de qualquer criatura que se encontra no campo de batalha, ao mesmo tempo que pode ainda salvar essa criatura em questão. Claro que tem todo aquele esquema de ser uma criatura que vira combates de surpresa e tudo mais, então nem pensem em deixar ela de fora.
 
A linha de jogo do deck não depende totalmente de um Seance no campo de batalha, já que conta com criaturas grandes para conseguirem dominar o campo de batalha contra alguns oponentes ou em algumas situações. Porém, com esse encantamento disponível, todo turno temos um efeito novo para o oponente se preocupar e, mais importante ainda, no turno do oponente nós temos uma criatura a mais para bloquear, o que pode fazer com que realmente alguma criatura seja bloqueada ou, se voltarmos algo com um bom poder, como Siege Rhino, ou até mesmo Restoration Angel, podemos até fazer com que o oponente tome a decisão de não atacar mesmo
 
Por esse e outros motivos, não adianta ficar pegando criaturas do cemitério em cada manutenção sem o menor critério para isso. Nesse exemplo, não adianta pegar um Siege Rhino no nosso turno e deixar um Satyr Wayfinder para o turno do oponente, até porque no turno do oponente nós não poderemos usar nada do que o sátiro encontrar, enquanto o ganho/perda de vida do rinoceronte não influencia em nada, nesse sentido, no nosso jogo. Ou, por mais que seja um exemplo único, nosso Avalanche Riders possuí ímpeto, então pode valer muito mais e pena trazer ele para o campo de batalha no nosso turno para que possa atacar antes de ir dessa para uma melhor de uma vez por todas.
 
Do mesmo jeito que disse também que existem mais criaturas com evoke, existem ainda mais com efeitos que desencadeiam quando entram e/ou saem do campo de batalha, então essas criaturas que estão aqui não são mandatórias e não definem a lista pelo que ela é. Outras criaturas, como BBlade Splicer, Vendilion Clique, Reflector Mage, Wall of Omens, Stonehorn Dignitary, Trostani, Selesnya's Voice e até mesmo o Reveillark que citei são ótimas opções para modificar a lista, ainda mais dependendo de onde você joga ou o que espera, e até pode levar ela para outros lados.
 
Um que parece bem interessante é tentar apostar nas criaturas que deixam fichas para trás, como é o caso de Huntmaster of the Fells na nossa lista, e o Blade Splicer que citei agora. É até bem provável que seja algo mais bonito e divertido do que funcional, mas Trostani, Selesnya's Voice interage muito bem com essas fichas e com as criadas por Seance. Fica aí algo para se pensar e talvez arriscar até mesmo para algo mais casual, se for sua linha. O deck em si é divertido e uma vez que começamos a trazer uma criatura por turno para o campo de batalha, o oponente é afogado em efeitos e mais efeitos, então da pra ficar com pena dele, ainda mais quando os efeitos conseguem ser redundantes, como no caso as destruições de terreno ou ganhos de vida ou ainda, nesse último caso, na criação exagerada de fichas e mais fichas.
 
Espero que tenham gostado da estratégia e ainda mais de como podemos expandir ela com novas criaturas. Uma das vantagens de decks assim é que em toda coleção temos a presença de uma grande quantidade de criaturas com efeitos que desencadeiam nessas condições, então dá pra ficar de olho e atualizar o deck mais do que a maioria.
 
Fico por aqui, até o próximo ano, e boas festas para todos vocês!

 

 


LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

M19 e o Modern

O formato para o ClM11.


Jogue como uma Garota

O report e os destaques do melhor evento da minha vida.


Report Top4 Grand Prix São Paulo

Report e Sideboard Guide do Mono Green Tron.


12º no GPSP de BBE Shift

Report e Guia do Baralho.


Notícias do Front

Os últimos resultados dos eventos Modern.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

LuizPaulo_19 (01/01/2018 09:51:05)

Acho que uma maneira mais viável poderia ser jogar de Abzan ou Bant, abzan você consegue tem um jogo mais linear, usando seize, path, comungar e seance, e com Witness, rhinos, Restoration, tusk, etc.. podendo jogar com uma quantidade maior delas zicado menos..
já no Bant temos acesso a reflector mage, e Spell queller que são cartas bem fortes por si só.. mas tudo é ajustável..

Estou no mol testando abzan, vamos ver como sai

Creighton (31/12/2017 22:37:44)

cara bota Reveillark no seu deck de Reveillark valeu !

Howler (31/12/2017 21:41:20)

A falta de ímpeto é compensada com o fato de que toda a manutenção (sua e do oponente) tem criatura saindo do grave.

Walter_Makoto (29/12/2017 17:31:58)

A galerinha do mal esquece que o baralho é um toolbox. E bem, não gosta das criaturas? Use outras. Tem que proteger o encantamento no g2? Existe N formas de se fazer isso em um baralho five colors, escolha a sua!!! Sofre pra hate de cemitério? Dredge e Storm tão ai pra provar que o hate é contornável. Alguns baralhos como affinity, tron decks, etc, sofrem se suas peças principais forem atacadas, como qualquer baralho de magic sofreria ... Só acho que o povo deveria pensar um pouco antes de falar. Gostei da lista, mas acho que essa configuração roda em um meta específico, sendo que o deck é extremamente adaptável para qualquer meta, mantendo o núcleo de spells não criaturas (path, comungar e seance) e o sátiro. De resto, use a sua criatividade!!

ThorNeira (29/12/2017 10:24:12)

Ele falou "divertido"

Noob_Saibot (28/12/2017 17:36:49)

A falta de ímpeto na ficha gerada é um problema que torna o deck mais fraco. E o fato de depender muito dessa linha de jogo faz dele um deck impraticável, mas a ideia é divertida.

cwnannwn (28/12/2017 11:55:31)

Lantern tb.

rodrigo-3190 (27/12/2017 21:46:41)

Ainda tem espaço como Rogue do formato, mas acho que o God Pharaoh’s Gift teria muito mais apelo

danieljcr (27/12/2017 21:44:01)

Modern Blue Steel? (Chief Engineer, Grand Architect, Etherium Sculptor e cia...)

BrunoAlexandre (27/12/2017 00:34:55)

Qual???

cwnannwn (26/12/2017 18:40:52)

UTDZac é o Zac Elsik.

Vocês conseguem pensar em outro deck que ele colocou no mapa?

xD

danieljcr (26/12/2017 16:13:44)

Em março desse ano (2017) saiu uma lista com Seance na mtggoldfish:

https://www.mtggoldfish.com/articles/against-the-odds-four-color-seance-modern

joe_ (26/12/2017 14:41:01)

tem deck muito mais divertido, barato e melhor do que esse, baseado em Satyr Wayfinder e Commune with the Gods.

ThorNeira (26/12/2017 14:06:03)

Deck muito dependente do encantamento... Se o oponente anular/descartar/destruir o encantamento fica impossível do cara desenvolver um bom jogo.