Draft Time - Rivais de Ixalan
21/01/2018 10:00 / 2,922 visualizações / 9 comentários
 
Saudações WebWalkers! Após Pré-release, entramos no fim de semana do Draft Weekend nos dias 20 e 21. E neste artigo analisaremos como focar alguns arquétipos propostos na coleção de RIX. Para saber mais sobre Draft de um modo geral, vocês podem acessar meu artigo anterior aqui , e para saber mais sobre a coleção Rivais de Ixalan, vocês podem acessar meu artigo de Pré-Release .
 
Para começar. selecionei destaques comuns e incomuns da coleção, de cada cor, os quais podem entrar em quase qualquer deck de sua respectiva combinação, primeiros pick raros e míticos, depois uma pequena discussão dos arquétipos, e, por fim, como ajustar a curva de mana em um Draft, conforme escolhe as cartas.
 
Vamos lá, Comuns:
 

    
 
Com exceção de Empalar, pouco provavelmente as outras seriam as primeiras escolhas de picks. Então por que as coloquei aqui? Primeiro que há uma variedade de situações só nestas cinco cartas selecionadas, há criaturas evasivas, há remoções, e há uma criatura representando o midgame (jogo que vai crescendo) na curva cinco, com corpo sólido e que ainda garante alguns amiguinhos de brinde (detalhe para a resistência 4, que nesta coleção sobrevive a muitas ameaças).

E ainda, nessa seleção, me preocupei também com curva de mana. Pois cada cor faz um determinado arquétipo melhor que a outra, porém, todas de certa forma, têm lá suas ferramentas a serem jogadas para cada situação, nesse sentido os picks devem ser escolhidos conforme que ao ordená-los seja possível realizar suas mágicas todo turno. Falarei um pouco mais disso posteriormente.
 
Incomuns:
 
 
       
Notar que as duas primeiras cartas seguem o padrão “revele isso ou pague mais”, portanto possuem um certo custo virtual, e são melhores se jogadas em seus respectivos tribais. O Chupacabra e a Campeã se encaixam em absolutamente qualquer deck que utilizem suas cores, e Forca da Manada é um feitiço que geralmente será um “finisher” (aquela carta para finalizar o/a oponente).

Selecionei os destaques incomuns, além de seus potenciais, também por uma ordem de custo de mana, sempre prestar atenção em como isto é importante para o funcionamento do deck. E ainda, na situação acima, a maioria das cartas poderiam fácil ser o primeiro pick, o Adepto Prateobranquio e o Chupacabra Voraz, por ex., só competiriam com alguma rara ou mítica MUITO “ganha jogo”, que é o que veremos a seguir.
 
Primeiro Pick, super Raras e Míticas:
 
 
                 
Aqui alguns exemplos de primeiras cartas as quais poderiam ser escolhidas no draft e encaixadas em praticamente quase qualquer deck (das suas cores ou como splash) durante a montagem. Note que a curva se mantém entre custo 4 e 5, que são ideais para seus cards mais poderosos entrarem em campo. Curvas 6 é ok, e 7 já forçamos um pouco o limite da jogabilidade, já 8 ou superior depende MUITO das acelerações de mana do deck, sendo extremamente difícil (ao contrário do Pré Release, no formato selado, pois no Draft escolhemos card por card dentro das opções em trânsito, podendo focar numa curva mais baixa, enquanto o Pré há uma mistura maior e mais improvável, sendo possível jogos chegarem na curva 7+).

Cards como estes selecionados representam vantagens, pois trazem uma ou mais habilidades que podem deixar seu/sua controlador/a muito à frente no tempo do jogo, ou simplesmente virar a mesa ao próprio favor. A Fênix é um agressor ou bloqueador constante que precisa teoricamente de duas remoções oponentes para eliminá-la, Caminho da Descoberta e o O Sol Imortal filtram o deck e fortalecem suas criaturas, Angrath e Procissao Profana “eliminam/roubam” ameaças oponentes, e os dois dinos são ótimas bombas para colocar pressão em campo. Mas o destaque para o Draft é fazer um deck sinérgico, e nesta edição, assim como em Ixalan, o tema tribal é o fio condutor das sinergias, trazendo os arquétipos que veremos a seguir.
 
Arquétipos:
 
Rivais de Ixalan continua o tema das 4 tribos: Vampiro, Tritão, Dinossauro e Pirata. E a partir de cada tribo será feita uma análise de arquétipo com seus respectivos exemplos. Pois há cards que devem ser buscados e priorizados durante os boosters, caso o deck esteja se construindo a partir de determinados arquétipos.

Também citarei cards da coleção Ixalan, já que algumas lojas podem adicionar boosters dela ao Draft (por ex. 3 de RIX ou 2 de RIX + 1 de IXL), e devido a menor quantidade pela variação de coleção, cada escolha deve ser ainda mais pontual. Remoções em geral e outros cards relevantes já foram pontuados anteriormente, portanto não farei a repetição dos que não pertençam especificamente a sua tribo.
 
Vampiro:
 
 
 
Os Vampiros, branco e preto, seguem uma linha mais defensiva no começo do jogo, com objetivo de crescer os números de criaturas em campo através das fichas, vantagem de cards em troca pontos de vida, e a recuperação deles através de efeitos como vínculo com a vida. A curva se mantém entre 2 e 5 basicamente e o poder/resistência varia entre 1-3 (óbvio que há cards com outros custos e status, porém aqui é a visão como um todo).
       
Tritão:
 
 
Os Tritões, azul e verde, estavam mais agressivos em Ixalan (através de custos baixos + encantamentos e outros truques para fortalecê-los), porém, com Rivais eles foram puxados a uma curva mais lenta, mesmo variando entre custos 1 e 4, pois o poder e resistência variam entre 1-2 (às vezes 3 ou no ataque, ou na defesa). Seu potencial está na interação com marcadores +1/+1, que os fazem crescer, e na vantagem de cards na mão.
       
Pirata:
 
Os Piratas estão presentes no azul (U), preto (B) e vermelho (R). E podemos usá-los em um deck três cores, ou focar em pares UB, BR, UR. Em geral estão entre curva 1-4 (bastante na 2), com status entre 1-3 (às vezes 4), e cada par possui um perfil de certa forma distinto. Os piratas vermelhos possuem curva de mana e status menores, os azuis seguem logo depois na curva de mana, com status similares e mais habilidades evasivas, e os pretos crescem na curva X status, pois geralmente possuem alguma habilidade mais diferenciada.
 
Para piratas nas 3 cores, procure cards que fixem as bases de mana, como interações com Tesouros ou terrenos, como Terras em Desenvolvimento. Além de que se der aquela sorte em um booster de IXL, adicionar a lorde pirata Almirante Beckett Bronze! E abusar do melhor das 3 cores.
 
  
  
Piratas UB focam em controlar o adversário, enquanto trazem suas criaturas ao combate. Possuem um perfil bem mais lento e podem se beneficiar da habilidade Ascender. (Entre todas as combinações possíveis, é a que daria mais trabalho de se montar um deck sólido).
 
     
Piratas BR são extremamente agressivos e tendem a colocar pressão bem rápido na mesa. Preto e Vermelho também possuem várias remoções de criaturas, além de dano direto.
 
      
Piratas UR são evasivos e tiram ainda mais proveito da habilidade de Raide.
 
      
Dinossauro:
 
Os Dinossauros estão presentes no branco (W), vermelho (R) e verde (G). São as criaturas com maiores status da coleção e também os maiores custos de mana. Podemos montar um deck de 3 cores, ou focar em pares com características variáveis. Para deck de três cores, provavelmente o verde será a cor principal do deck, pois possui tanto acelerações quanto correções de mana, daí podemos chegar numa curva 6 com certa facilidade ou até à 7. E lembrando que vários dinossauros dessas cores possuem a habilidade Enfurecer, que ao levarem dano desencadeiam um efeito.
 

   
Dinossauros WR são agressivos e excelentes para atacar constantemente, a curva é super baixa para o status X habilidades que oferecem. Adicionar truques de combate ao deck é um ótimo meio de proteger/fortalecer seus bichinhos.
 

      
Dinossauros RG fazem um perfil mais mid-game (vai crescendo). Procure cards impactantes em cada curva, e deixe a pressão constante com criaturas cada vez maiores. Manter até as curvas 5 e 6 soa melhor nessa combinação.
 

       
Dinossauros WG são os mais lentos dentre as combinações possíveis. Utiliza de criaturas com grande status de resistência, e caso o deck seja bem construído com acelerações (como as mostradas anteriormente), é possível até chegar na curva 8 e utilizar as bombas da coleção (como os dinossauros anciões).
 
 
      
Outros arquétipos:
 
É possível montar todas as combinações de cores, porém, alguns arquétipos claramente se beneficiam de certas combinações do que outras. Com RIX temos acesso a mais correções de mana, como a Terras em Desenvolvimento, citada anteriormente, e um ciclo de cinco terrenos incomuns, nas combinações inimigas (por ex: Pedreira). O que fará um splash para outra cor muito mais fácil e plausível.
 
 
 
Supondo que eu esteja montando um Tritões Azul e Verde, sem remoções nas minhas cores, e tenha acesso a algumas cópias de Golpe Relampejante, Bombardear e Lago Montanhes, eu posso realizar o splash para o vermelho e me preparar para dar dano direto ou remover ameaças do caminho. Caso consiga também um (uns) Riacho da Floresta e Terras em Desenvolvimento, o splash fica mais seguro ainda (além de cards como Amuleto do Viajante).
 
       
 
O importante é construir uma boa base de mana e a curva de mana, que é o tópico final a seguir.
 
Curva de mana:
 
No Draft você constrói seu deck devido as escolhas que faz card por card, por essa possibilidade de escolha que ele funciona com 3 boosters enquanto o Pré Release funciona com 6. Porém, nesse processo é importante prestar atenção nos intervalos que temos entre a finalização de um booster para a abertura do próximo. Assim ajeitaremos a curva de mana e a proporção de mágicas.
 
Na primeira rodada de boosters, o ideal é começarmos a avaliar os caminhos a traçar e ter pelo menos uma cor já definida. Depois há um intervalo até o segundo, separe as cores e veja quais você mais pegou, pense quais outros cards combinariam e auxiliariam o que você já tem, e vá organizando os cards conforme custo de mana e tipos.
 
Se eu tenho numa determinada cor: 4 boas criaturas sendo; duas de custo 5, + duas de custo 3, + uma remoção; eu tenho algo relativamente sólido já, e necessito buscar mais cards na curva 2 e 4, um pouco mais na 3, além dos efeitos e outras criaturas que fortaleçam meu arquétipo.
 
No fim da segunda rodada de boosters o ideal é já termos o deck encorpado, necessitando aquela finalização e correção, que iremos buscar na rodada final. Novamente no intervalo, separe tudo e encaixe as cartas jogáveis por ordem de custo e analise as interações.
 
Por fim!
 
Como mostrado ao longo do artigo, RIX + XLN se concentra muito em cards na curva 2 à 5, o status 4 de resistência já sobrevive a muitas batalhas e há várias criaturas comuns e incomuns evasivas que inclusive não bloqueiam a si mesmas (ou seja, se você atacar com um Desbravador Goblin e o/a oponente tiver somente outro deste em campo, o ataque passa), logo, são coleções que puxam a interação ao ataque e combate entre criaturas (até azul é bem agressivo nessas eds),.
 
O draft também nos surpreende muitas vezes, então realizar um splash na última rodada de boosters e/ou ter de mudar os planos devido a outros/as jogadores/as estarem “roubando” suas cores acontece com freqüência.
 
Esteja preparado/a e boa diversão!
 
Deixem nos comentários suas opiniões e experiências,
 
Até!
 

Felipe Bracco (VIP STAFF Bracco)
Viciado e apaixonado pela mana vermelho, adorador de Goblins, viajante das teorias, curioso e observador! Buscando sempre expandir os limites da minha própria escrita e do que pode ser escrito.
Jogo Magic desde 2000, e hoje estou mergulhado inteiro na comunidade. Sou inclusive administrador do MTG LGBT, grupo de Magic no Facebook visando acolhimento e promoção de eventos relacionados.
Se quiser saber mais sobre, entre em contato!!!
Redes Sociais: Facebook
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Sucesso Acima de Tudo

Draftando M19 com aproveitamento máximo.


Relazione del Torneo

GP Turim e as diferenças da Europa.


O Vermelho Vive!

Achou que o RDW morreria? Hora de repensar essa ideia.


Preparação para o Pro Tour

Jabaiano fala de suas conclusões para o Pro Tour Modern.


A Arte do Selado

Entendendo o formato.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Denfaceupp (31/01/2018 10:03:55)

Lembrando que azul tem aquele pirata maldito custo 3, 1/4 que caga um tesouro!!! Absurda essa carta... faz lembrar os eldrazi tranca-rua 1/4 custo 2 de bfz 😂

Lucouto (30/01/2018 14:25:20)

to vendo essa zueira aqui....

VIP STAFF Bracco (30/01/2018 10:42:04)

LOL!

obg 3

Ruda (29/01/2018 08:48:05)

tpo negate p1p1? #sry #notsry

Btw, ótimo artigo, estou recomendando pra muita gente.

VIP STAFF Bracco (28/01/2018 22:40:27)

à vontade LuLinda! 3

se vc observar alguma dúvida/questão entre a galerinha, e eu puder escrever algo a respeito, avise :D

Lucouto (25/01/2018 12:32:53)

Atarka, adorei o artigo e inclusive estou recomendando para os meus pupilos!

VIP STAFF Bracco (23/01/2018 09:12:22)

Obg! :D

Sam_Crow (22/01/2018 13:32:16)

Excelente artigo. Parabéns.

Juan_Cruz_ (21/01/2018 22:21:22)

Excelentes dicas.