Guia de Pré Lançamento: Dominária!
19/04/2018 10:00 / 5,142 visualizações / 13 comentários

 

Saudações, WebWalkers! No próximo fim de semana retornaremos nostalgicamente ao núcleo do multiverso: DOMINARIA!  E, como de costume, trago-lhes meu artigo como suporte à preparação do evento de Pré-Lançamento.  Para ver todos os cards da coleção Dominaria, acesse a galeria aqui, bem como as mecânicas em português aqui
 
Neste meu artigo vamos explorar o que a coleção de DOM irá nos fornecer em termos de interações e jogabilidade. Começando com LENDÁRIAS!!!!
    
Lendárias

Dominaria possui um pilar de desenvolvimento baseado em permanentes lendárias, afinal é o plano mais vivido do MTG, cheio de histórias e acontecimentos. Todos os cards lendários possuem um novo design o qual facilita sua identificação prática, e agora também temos (além de permanentes lendárias) os feitiços lendários, um para cada cor, os quais só podem ser conjurados se controlarmos uma criatura ou planeswalker lendário.
 

     
Não por acaso, as lendárias povoam essa coleção em todas as cores, inclusive na raridade incomum, a fim de facilitar nossa construção de decks ao redor delas. Falando nisso, as cores branco e preto, seguidos de azul, são as “monocolors” com mais lendárias em suas cores — e as que mais interagem com esse tema da coleção, como diretamente o Arvad mostrado acima, ou o feitiço lendário Renascer Glorioso dos Primevos.
 
 

Históricos

Ainda dentro do tema de nostalgia e história que a coleção traz, as Lendárias estão inclusas na nova habilidade de Histórico, os quais são considerados cards de artefato, lendárias ou encantamentos com subtipo Saga. Portanto, temos ainda mais interações com permanentes lendárias em geral, como os cards Raff Capasheno, Mago de Bordo e Guardioes de Koilos.
 

     
Destaque para o card do Bons Ventos renascido! Veículos já provaram seu poder desde que foram introduzidos em Kaladesh, e tendo esta nau em nova roupagem, ela também agora interage com os cards Históricos, tem um tripular alcançável e é uma latente voadora 4/5. Forte! E de Sagas em destaque eu escolhi o card Tempo de Gelo, por sua raridade incomum (ou seja, mais fácil de ser adquirido nos boosters da edição) e pelo seu “ganha tempo” absurdo em lidar com algumas ameaças inimigas, trazendo-lhe Vantagem.
 
 
     
Vantagem e Controle:

Bom, depois de avaliarmos algumas das estruturas de DOM, vamos pensar nos cards como um todo. Começaremos avaliando a Vantagem que alguns cards pontuais proporcionam para seus/suas controladores/as (pense basicamente que você deve estar à frente do/a oponente), seguidos de cards que nos auxiliam no Controle dessa vantagem, sabendo o que e como controlar.
 
   
Cards como o azul Optar nos dão o melhor da cor: controlar o que se compra e comprar o que precisamos, além da sua velocidade de Instantânea, podendo ser feita em seguida a algum truque inimigo e procurando a resposta para aquele truque ou outra situação qualquer. Outro exemplo que traz o melhor de sua cor é Elfos de Llanowar, acelerando nossa produção de Mana e colocando nossas ameaças em jogo mais cedo! Vantagem também abarca cards que fazem, por exemplo, duas coisas por uma, como gerar duas fichas de criaturas por um bom custo, ou as Sagas em geral, pois possuem diferentes efeitos a cada turno.

Controle e Vantagem estão extremamente relacionados, um busca sustentar o outro e vice-versa, a fim de se ganhar o jogo. A forma mais comum de Controle é removendo ameaças. Para isso temos em DOM cards como Luz Abencoada e Eviscerarpuff, simples assim! Ou então o Fogo de Shiv, a qual pode ser uma remoção super rápida ou tirar algo mais pesado do campo ao se usar o Reforçar, assim como o Piscar de Olhos, que também se beneficia de um bom Reforçar, ganhando tempo e aceleração de card.
 
      
Como destaque neste setor eu pensei em vários cards (essa edição está com VÁRIOS truques de combate, encantamentos, remoções diretas, entre outros), porém decidi pelo card Enfrentar com Fogo, simplesmente porque seu custo com Reforçar deixa o efeito dele absurdo para o formato selado. Nove manas é um tanto difícil de se reunir nos jogos de Pré-Lançamento, mas é justamente sua versatilidade em ser bom sem o Reforçar, e absurdo com ele, que o trouxe ao pódio de destaque.
 

Ele pode controlar uma ameaça em meio de jogo, remover a mesa adversária inteira, ou simplesmente finalizar a vida inimiga. E uma vez que as cores Vermelha e Verde são as que mais trabalham a temática de Reforçar nesta edição, a aceleração de mana do Verde é um suporte imensurável para cards como este, além de serem um dos arquétipos mais Agressivos do Magic.
 
Agressão e Evasão
 
O objetivo básico do Magic (além da diversão) é reduzir os pontos de vida inimigos a zero! O jeito mais fácil e comum disso acontecer é Agredir o/a oponente com criaturas, sendo as Evasivas, ou seja, difíceis de bloquear, as melhores nesse quesito.

   

Anjo Serra, Skizzik e Elemental dos Espinhos são antigos amigos do MTG que vieram como reprints, e cada um possui um tipo de Evasão — três cartas extremamente fortes. Anjo Serra voa e não vira para atacar, podendo agredir e bloquear, além de um custo ótimo na curva 5 para um corpo 4/4 evasivo. Skizzik entra em campo como uma ameaça imediata por seu ímpeto, e se não bastasse, ainda tem atropelar, fazendo o/a oponente pensar bem se bloqueá-lo vale a pena, e como bloquear; além de que, com seu reforçar, ele continua sendo uma ameaça em campo.  Elemental dos Espinhos pode causar seu dano total na vida inimiga ao invés das criaturas que o bloquearem, cabe a você decidir o melhor resultado.

Como destaques nesse setor, escolhi Darigaaz Reencarnado e Zahid, Genio da Lampada.
 
 
Darigaaz possui um custo um pouco restritivo para formato Selado, porém já entra podendo atacar, e com duas evasões extremamente poderosas combinadas: Voar e Atropelar. Ah! E se não bastasse, caso ele morra, só segurar alguns turnos e lá está um 7/7 voador batendo com ímpeto e atropelar de novo!

Zahid, Genio da Lampada, por outro lado, é um clássico gênio voador 5/6 por 6 manas, o que já é ok por si. Porém, combinado com um artefato, pode ser conjurado cedo ao campo e ser uma ameaça ridiculamente poderosa para o formato Selado de Pré-Release. Além de que, Zahid é lendário, gosta de Artefatos, e há cards que trabalham com Histórico... já viu onde pode dar essas Interações, não é mesmo?

Enfim, procure cards com Voar, Atropelar, Ameaçar, ou algum outro tipo de habilidade que permita o dano ser efetuado sem muita dor de cabeça (para você, no caso!).
 
Interações e Versatilidade
 
Dominária nos presenteia com uma coleção extremamente Versátil em termos de combinações, podemos criar vários arquétipos conforme o que tirarmos em nossos gloriosos boosters! Nesse sentido, procure criar combinações entre o máximo possível de cards do seu deck, fazendo-os Interagir de diferentes formas.  É o que chamamos popularmente de um deck “redondinho”, ou seja, que funcione bem, corrido e fluido. Comece com combinações entre 2 ou 3 cards no máximo, e veja se mais grupos interagem entre si. Cards que te permitem diferentes usos para cada situação também são extremamente 
importantes para a Versatilidade do jogo e a resolução dos diferentes caminhos que ele vai tomando. Por exemplo:
 
 
Traxos, Flagelo de Kroog e Servo Voltaico jogam super bem juntos, e você não fica à mercê de conjurar uma mágica Histórica em todo turno que queira desvirá-lo. Adicione um Manipulador Gelido e você pode virar um bloqueador inimigo no seu turno, desvirar o Manipulador com o Servo, e depois no turno oponente virar uma criatura inimiga antes do ataque (assim, ela nem ataca e nem bloqueia no seu próximo turno), ou até mesmo um terreno ou artefato antes da etapa de compra do/a oponente, fazendo ele/ela “zicar” de mana ou perder uma habilidade de artefato que precise virá-lo.
 
 
Além disso, esses exemplos são cards de Artefato, portanto Históricos, os quais Interagem com outras cartas da coleção que precisem desse tema.

Outra boa dupla é Danitha Capashena, Paradigma e Valduk, Guardiao da Chama. Ela te permite conjurar, por exemplo, alguma(s) Espada Curta por custo de zero, ou outras auras e equipamentos que podem ser adicionadas ao Valduk, gerando fichas e mais fichas para o combate. Adicione uma Tiana, Mecânica de Bordo com mais auras e equipamentos, criaturas na curva 2 e 4, mais algumas na curva 3, remoções e pronto! Um deck sinergético e agressivo.
 
 
 
Por fim, uma das combinações que podem acontecer e que eu acredito ser das mais absurdas é com Elfos de Llanowar e Campeao da Lamina de Aco.
 

 
Conjurando Elfos de Llanowar no turno 1, é possível descer o Campeão no turno 2!!!!! E sua habilidade o torna praticamente imbloqueável nesse tempo de jogo, pois dificilmente haverá um bloqueador à altura, ou com pelo menos 3 de ataque ou mais. Insano! O Verde, por outro lado, conta com apenas alguns tipos de remoções, por isso mesmo suas criaturas estão a cima da média nessa coleção, comparado às outras cores.
 
Ultilidades - Destaques Comuns
 
Em outros artigos sobre Pré-Release eu comentei sobre as “Bombas” da coleção, ou seja, cards acima da média no formato e extremamente difíceis de se lidar com, como criaturas poderosíssimas e planeswalkers. Como Dominária traz uma série de lendárias e cards incomuns muito poderosos, eu acabei comentando sobre essas Bombas ao longo do artigo. Portanto, aqui darei destaque a algumas comuns que quase certamente estarão presente nos decks de quem as possuir (além das que eu já comentei ao longo do artigo).

Monitorador Dardejante é um corretor de Mana para qualquer deck. O corpo é frágil para a curva 3, mas filtrar um terreno do Deck e ajustar as cores é sempre vantajoso, ainda mais com mais de 2 cores no deck. O mesmo princípio em Esfinge Leitora de Nuvens, uma 5 manas 3/4 evasiva — que é ok, e que ainda filtra suas compras. Talvez pelo custo eu aconselharia no máximo duas cópias dela no deck de 40 cards, porém a montagem do deck é particular e dependeria também das suas outras opções na curva 5 ou maior.
 

        
Falando em comuns evasivas, temos o Pegaso Veloz, que ainda por cima dá voar para um amiguinho até o fim do turno, toda vez que eles atacam. Temos também o Devorador Baloth, que é um 4/4 por 4 manas (o que é bom, portanto se inclui facilmente em qualquer deck verde), e que pode crescer caso seja conjurado mais tarde no jogo. Mas ele não voa, nem atropela, nem tem ameaçar e pode ser facilmente parado (mesmo que esteja 7/7) por uma Talidia Necroflorescente, duas vezes aliás, pois ela deixa uma ficha de Saprófita. Agora, se o Pégaso der voar ao Devorador, aí já temos um potencial agressivo bem melhor!
 
 
E, por fim, duas comuns que podem dar uma transformada no jogo, em turnos mais avançados: são a Druida Krosana e o Supervisor Keldoniano. Ambos jogam bem em seu terceiro turno, ou com reforçar em turnos mais avançados, trazendo surpresas desagradáveis ao oponente!
         
Conclusão
 
Divirtam-se! É o que eu sempre falo, mesmo porque Dominária me parece uma coleção de interações não tão óbvias à primeira vista, portanto se vocês sabem de alguma combinação entre os cards ou suspeita que algo jogará MUITO no Selado, deixe sua opinião nos comentários!

E lembrem-se: Pré-Lançamentos são mais festas que campeonatos, claro que o gostinho de vitórias dá um tempero especial, mas jogar em uma loja acolhedora e entre amigos e amigas deixa isso tudo um evento muito maior e mais legal do que se pensa.
 
Então, vejo vocês nos eventos mais próximos, e deem seus feedbacks do artigo nos comentários!
 
Até!
 
 

Felipe Bracco (VIP STAFF Bracco)
Viciado e apaixonado pela mana vermelho, adorador de Goblins, viajante das teorias, curioso e observador! Buscando sempre expandir os limites da minha própria escrita e do que pode ser escrito.
Jogo Magic desde 2000, e hoje estou mergulhado inteiro na comunidade. Sou inclusive administrador do MTG LGBT, grupo de Magic no Facebook visando acolhimento e promoção de eventos relacionados.
Se quiser saber mais sobre, entre em contato!!!
Redes Sociais: Facebook
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Guia de Pré Lançamento: Guildas de Ravnica!

Tudo o que você precisa saber para ir bem no pré-lançamento!


Sala de comando - Dominaria pt. 2

Destaques da edição para o Mesão do Amor.


12 Listas com Dominária

O impacto da nova edição no Standard.


Dominária no Legacy

O impacto da nova edição.


A Batalha do Deserto!

Um Guia para o Pré-Release de Amonkhet!





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Vinnie (23/04/2018 14:36:55)

Duley é vivo ainda? olha só

VIP STAFF Bracco (23/04/2018 11:54:19)

Obg pelos comentários galera! :D 3

Dando um feedback pra vcs, de que eu realmente entendo sobre o.que escrevo, então eu sigo o q falo, é que eu ganho alguns pré lançamentos com certa consistência (dentro das minhas possiblidades de tempo pra.jogar)

Ontrm foi bem massa, fiz um 7x0 num champ com 80 pessoas

Btw foi um boros agro qiase esquema o exemplo que ei citei (Não tirei a lendária incomum vermelha)

:D

Ssnipo (21/04/2018 23:22:31)

Exatamente.
Participei do pre-release hoje e o organizador do evento pegou gente tentando trocar cartas do pool por cartas que estavam na mochila.
Brasileiro é bixo triste, se queima por qualquer 10 reais.

STANDARD dial0g (20/04/2018 14:44:34)

kkkk.. Se eu perder pra você fico uns anos sem jogar! =P

Duley (20/04/2018 13:55:07)

Me fala onde vc vai jogar para eu ir jogar com Bye1 :)

STANDARD dial0g (20/04/2018 09:08:59)

Depois de muito tempo vou jogar um Release, vamos ver se finalmente consigo usar Azul =)

fernandofarina (19/04/2018 17:03:43)

Artigo ótimo! Bracco sempre desmistificando antes de pré-releases.

The_Offspring (19/04/2018 14:04:37)

Ué... que mistureba de booster?
Acho que ele se refere aos jogadores que trazem cartas do pré release de sábado pro de domingo...

edutsubaza (19/04/2018 12:52:33)

Pior que não tem como evitar esses "espertinhos" que querem levar vantagem em tudo. Bons tempos quando o release era apenas de um bloco, sem essa mistureba de boosters.

Ssnipo (19/04/2018 11:56:23)

Eu fico com um pé atrás. Joguei o pré-release de RIX e só perdi para um cara que tinha um deck todo de vampiro (BW), com remoções e encantamentos de lifelink.
Eu me virando com um BG de dinossauros e lixos em geral.

iAbadon (19/04/2018 10:45:47)

Boaaaa Artigo Top Cara!
Realmente Pre release são os melhores campeonatos, são engraçados e as vezes a galera cria cada interação cada jogada que se nem acredita que monto o deck com cards aleatorios aeauehaue.

Mononoke (19/04/2018 10:33:55)

As interações do artigos são para selado.

bluee (19/04/2018 10:09:59)

Bacana o artigo, a combinação dos elfos é absurda e vai vê jogo com certeza. Temos outras combinações também em dominaria, mas vamos esperar para ve o meta e a diversidade dos decks.