Guia de Pré Lançamento: Guildas de Ravnica!
27/09/2018 10:05 / 6,304 visualizações / 10 comentários

 

Saudações, WebWalkers!
Voltaremos ao mundo de Ravnica, pois esse fim de semana tem PRÉ-LANÇAMENTO! E segue meu artigo para ajudar geral a desvendar os mistérios da coleção (fornecidos diretamente pela Casa Dimir).
 
 
Guildas
 
Ravnica é um plano famoso por suas guildas, sendo que nesse pré-lançamento encontraremos cinco delas: Boros, Selesnya, Golgari, Dimir e Izzet — cada uma com sua respectiva habilidade. No meu artigo, vou dividir o Guia entre as cinco Guildas, explorando como jogar com cada uma. 
 
Boros (Branco e Vermelho)

Começamos com essa guilda por quê? Por que tem errata em português! :)
Pois é, a tradução deixa a habilidade pouco clara, então vou analisar o modo de jogo desta guilda citando o modo correto da habilidade funcionar.
A Legião Boros vem como a palavra chave Mentor. A habilidade é desencadeada toda vez que uma criatura com mentor ataca. Você escolhe outra criatura atacante com poder menor como alvo e lhe dá um marcador +1/+1.
 

   
Como jogar:

A combinação Branco + Vermelho tende a ser focada na Agressão, por isso a habilidade também incentiva o ataque. Para ter Controle na mesa e sempre poder atacar sem hesitar, é necessário pensar em duas coisas: Curva e Evasão.
 
 
   
Aqui coloquei um exemplo de excelente início de jogo, quando você coloca pressão todo turno e ataca com criaturas Evasivas (seja com Voar ou até mesmo Iniciativa). Falcao do Curandeiro, por exemplo, dá o início Agressivo ao mesmo tempo em que lhe rende pontos extras de vida, além de, se ainda estiver em campo quando um Mentor aparecer, ele cresce!

Importante perceber que o desenvolvimento dos cards segurou o poder das criaturas com mentor. Elas estão na média de 2-3 de ataque, portanto logo cedo existirá um limite em que seu exército será inflado. Alguns cards incomuns procuram sair dessa curva, como o Desafiante Boros, que funciona tanto cedo quanto tarde no jogo, caso haja acúmulo de mana para poder aumentar o próprio poder.

Dicas:

 - Uma criatura com Mentor pode colocar marcadores em outra também com Mentor (desde que ela tenha o poder maior que a outra), portanto preste muita atenção em como distribuir a resolução da habilidade durante o ataque, uma vez que ao longo do jogo você teria seus mentores grandes, distribuindo marcadores à vontade!

 - Além de evasão, criaturas com Ímpeto também funcionam como surpresa, já que o card com mentor está lá sozinho e de repente... BUM! Uma com ímpeto atacando e sendo “mentorada”. Legionario Cavaleiro Celeste é um exemplo que incorpora bem essa dica.
   
 - Truques de combate também mantêm seu ataque constante, porém use-os DEPOIS que resolver as habilidade de Mentor, ou ANTES caso seja na própria fonte da habilidade, pois se você inflar uma criatura e ela passar a ter o poder maior que o mentor dela, a habilidade é anulada e ela deixa de ganhar os marcadores.
   
Destaque Raro para o Tajic, Fio da Legiao. Além do visual super ostentação, ele entra com ímpeto já “mentorando” alguém e protege o exército contra danos que não sejam de combate (como remoções ou outros truques).
 
Selesnya (Branco e Verde)

O Conclave nos traz criaturas grandes e pesadas, que podem ser conjuradas mais cedo através da habilidade de Convocar.
 

    
Como jogar:

Não fosse a habilidade Selesnya de Convocar, essas duas criaturas acima de exemplos seriam quase inimagináveis em um selado, porque são estupidamente pesadas. Então, para abusar das criaturas grandes dessa guilda, aconselho focar o deck em muitas criaturas, sempre pensando na Curva de mana e em como as que caem mais cedo podem ajudar as que entram mais tarde.
 
Cards como Hedera do Portico garantem uma defesa inicial contra decks mais agressivos, um pagamento a mais em Convocar e um card extra no jogo mais lento. Enquanto criaturas como Escudista de Vernadi (uma das artes mais belas da coleção, diga-se de passagem) e outras com Vigilância podem atacar, mantendo uma pressão na mesa, e serem virados depois (caso sobrevivam ao combate) para pagar custos de Convocar. Com elas duas na mesa e mais três terrenos, por exemplo, você pode invocar o Centauro Crinarrosea no turno 3!
 
   
O objetivo desse arquétipo é criar o Controle da mesa através de número e força de criaturas, então procure efetuar o mínimo de trocas possíveis em combate, até que seu exército esteja robusto suficiente para isso, mesmo porque você irá querer suas criaturas vivas ajudando a pagar o custo de habilidade.
 
Dicas:
 
 - Cards que garantem vida são boas opções para aguentar o jogo mais lento que o Selesnya caminha em direção e lhe dar certa Vantagem em pontos de vida.

 - Devido ao arquétipo Verde e Branco dessa coleção, eu alteraria levemente a proporção de criaturas X outras mágicas no deck. Normalmente, usam-se, em média, 17 terrenos, 15-16 criaturas, 7-8 outras mágicas. Eu focaria em remoções mais pontuais como Tribunal do Conclave e cards mais versáteis como Renovação dos Brotamentos, distribuindo mais criaturas pela curva e fazendo um deck que coloca pressão através de MUITOS bichos (por ex: 18 terrenos, 18 criaturas, 4 outras mágicas).
 
Destaque Raro para Emmara, Alma do Acordo, pois cai cedo em campo e tanto virando para atacar quanto virando para os custos de Convocar, cria ficha de criatura, causando pressão no campo e mais fontes de pagamento para os Selesnyas.
 
Golgari (Preto e Verde)

O Enxame se aproveita do ciclo vida-morte das criaturas durante o jogo para fortalecer sua habilidade de Necronutrimento. O cemitério quase sempre aparece para o Preto e Verde como um recurso extra, proporcionando grande Versatilidade e Interação.
 

       
Como jogar:

Se é criatura no cemitério que você deseja, não hesite em fazer várias trocas durante o jogo, seja em combate, seja em habilidades particulares como as de Empesteiro, ou até mesmo descartar/sacrificar suas criaturas para bons efeitos, como nos cards ou Tropas Vetustas ou Fios Cortados.
 
    
   
Como a combinação se beneficia de criaturas mortas, a montagem do deck torna-se “bastante simples”. Procure colocar cards em todas as Curvas, e com as quais você não se importe se morrerem em combate ou servir de isca para uma remoção. Evite criaturas defensivas nessa combinação, e Agrida num aspecto mais crescente, até que um card como Gigante Lotleth possa vir a ser um grande finalizador.
   
Dicas:

 - Cemitério é recurso: lembre-se disso! Contudo, para equilibrar o poder dessa habilidade em selado, a coleção trouxe pouquíssimos cards, como Achadista Golgari, os quais devolvem algo do cemitério para sua mão ou campo. Use-os com sabedoria.
 - Necronutrimento combina perfeitamente bem com a habilidade Dimir de Vigiar, a qual será analisada mais adiante.
 - Preto e verde possuem boas remoções em todas das raridades (de comum à mítica), tanto em lutar quanto simplesmente destruir um alvo.
 
Por fim, destaque raro para o splitcard Sentir // Sentido, o qual pode ressuscitar até 2 amiguinhos do cemitério “necronutrido” ou simplesmente limpar uma mesa inteira enquanto uma criatura sua ainda vive.

Dimir (Azul e Preto)

A Casa secreta que tudo sabe, e que nos presenteia com a incrível habilidade Vigiar. Azul e Preto é uma combinação clássica pelo Controle cru que ambas as cores buscam impor à/ao oponente. No caso de Guildas de Ravnica, o Controle derivou um pouco de caminho e agora serve para manipular o próprio grimório.
 
    
Como jogar:

A Casa Dimir nos puxa a um caráter mais lento de jogo, até mesmo pela sua própria habilidade. Vigiar, que serve para buscar as peças-chave do seu deck. Se algo está no topo do seu grimório na hora errada, mande-o para o cemitério. Lembrando que esse envio ao cemitério é opcional, você pode simplesmente ajeitar o topo, e tudo bem! ;)
 
A habilidade varia nos cards em 1 ou 2 cartas do topo (exceto por uma mítica azul), então o alcance da manipulação também está, de certa forma, limitado. Para garantir uma constante de informação do que virá, cards como Muralha de Ossos e Agente dos Sussurros nos servem bem nos turnos iniciais, enquanto Chuva de Nocoes nos dá mais recurso e Calafrio Incapacitante funciona mesmo indo para o cemitério.
 

 
   
Sendo o seu jogo constantemente manipulado, abuse de cards que Interajam muito bem com a habilidade da guilda, como Delator Sussurrador e Agente Laminegra, e ataque com criaturas Evasivas, como Inseto-espiao Dimir (que também possui grande Interação com a Vigiar) e Vigia na Nevoa
 
Dicas:

 - Jogar de Dimir provavelmente será um ritmo lento. Procure cards de remoção que possam lidar com mais de um problema (como remoção global) e mantenha o sangue frio, às vezes tomar alguns danos iniciais na vida será necessário.
 - Vigiar combina muito bem com o lado Preto de Necronutrimento e com o lado Azul de Recarregar, tornando a combinação bem Versátil (Recarregar será tratado logo mais).
 - Lembre-se das condições de vitória! Puxar o deck demais para um jogo defensivo pode fazer você simplesmente ficar sem recursos que lhe deem a vitória. Controle é um ótimo estilo de jogo, porém em modos selados deve-se ficar atento/a em como equilibrar os níveis de defesa X ataque.
 
O destaque da guilda, ao invés de raro, decidi pegar a mítica Sussurrador da Ruina, pois além de ser um 6/6 voar atropelar por APENAS cinco manas, ele ainda Vigia por pontos de vida, o que é bem útil em qualquer formato. Para mim, uma das melhores cartas da coleção (e que arte!).
 
Izzet (Azul e Vermelho)

A Liga dos seres excêntricos! Azul e Vermelho sempre abusou de mágicas instantâneas e feitiços e, para continuar com esse perfil, Izzet nos trouxe Recarregar, além de cards que também se beneficiam de instantâneas e feitiços no exílio (além do cemitério).
 
 
Como jogar:

Ao contrário de Selesnyas e Golgaris, cuja proporção de criaturas acaba sendo bem maior que a de outras mágicas, nos Izzet eu aconselharia a jogar ao redor de 10 mágicas instantâneas e/ou feitiços, 13-14 criaturas e 16-17 terrenos.

Cards como Dragonete Fagulhante e Dragonautas Minusculos são ótimos voadores, e que ficam ainda melhores com mágicas instantâneas e/ou feitiços. Assim como Diabinho de Fogo e Ciclope Punho de Pistao, os quais podem se tornar ameaças poderosas.
 
   
   
Sendo assim, é perceptível que, para jogar com Izzet, teremos que conjurar mágicas instantâneas e/ou feitiços constantemente, e é aí que Recarregar cria as Interações malucas “Izzetianas”. Podemos trocar alguns cards de terrenos extras para conjurar a partir do cemitério o mesmo card, ou até mesmo descartar outro com Recarregar para jogá-lo posteriormente quando necessário.

Para nosso aparato maluco chamado deck funcionar, os Izzet precisam de muitas cartas na mão. Alguns cards como Visao da Quimiomante e Ideia Radical são ótimos para isso. Combine-os com Hipotese Fulminante ao descartá-los, para remover uma ameaça inimiga e ainda conjurá-los do cemitério depois.
 
Pura Vantagem!
    
 
Dicas:

 - Busque condições de Vantagem constantemente em termos de cards na mão, pois alguns cards são muito poderosos, mas dependem de recursos para isso.
 - A curva Izzet está relativamente baixa — de 2 a 4 manas você já encontra boas criaturas com algum tipo de Evasão e que interagem bem com a mecânica da Guilda. Sendo assim, provável que um perfil mais Agressivo com truques de combate e compras funcione muito bem e acabe rápido com o jogo de qualquer oponente.
 - O lado Azul de Vigiar lhe ajuda a manter o controle das compras, e jogar para o cemitério cards com Recarregar, os quais poderão ser usados quando necessário.
 - Evite trocas de combate, principalmente se você for o responsável pelo bloqueio, pois o seu papel de Izzet é atacar! Devido ao número de criaturas reduzido no deck, cada uma viva é fundamental!
 - O Vermelho traz remoção por dano que você pode usar para limpar o caminho ou finalizar a vida inimiga enquanto o azul garante os recursos na mão.
 
Destaque raro para o pai da guilda: Niv-Mizzet, Parun. Ele basicamente diz assim: “É minha equipe quem tem que fazer os efeitos geniais, caso alguém de fora tente, puna essa pessoa!”. Além do fato de um 5/5 voar que causa dano conforme formos comprando cards e mais cards!
  
Utilitários e Portões!

Seguem mais alguns cards pontuais para quaisquer decks de suas cores, principalmente as remoções! Depois, uma leve análise dos portões e suas interações.
 
 
   
Além dos 5 portões (1 de cada guilda) distribuídos entre os boosters, temos este novo terreno chamado Praça do Portão. Sendo assim, a base de mana de comum à rara (com os terrenos duais), possibilita que façamos decks de 3 cores ou mais.

É arriscado? Sim, porém combine o melhor de cada guilda e temos receitas espetaculares. Claro, isso depende de como vierem seus recursos da pool (o conjunto de cards abertos), e como você será capaz de cominar 3 ou mais cores dentro de um ambiente limitado. Pondere se essa seria a melhor solução e, se for, sucesso! :D
 
Conclusão:
 
Sempre analiso ambientes selados com base nos meus conceitos de Interação, Versatilidade, Evasão, Agressão, Controle, Vantagem, e passei a adicionar: Curva. E ao contrário de Ravnicas anteriores, ponderando sobre esses conceitos, eu acredito que essa coleção trouxe todas as guildas equilibradas e todas com potencial de verem jogo no Pré-release.

Selesnya, a meu ver, talvez seja a mais arriscada de se jogar por conta dos custos extremamente altos, mesmo com Convocar. Porém, suas criaturas são as maiores de ataque e resistência da coleção como um todo, portanto uma vez com o campo feito, detone!
 
Ela e Dimir compartilham o jogo mais lento, e enquanto a primeira fará o campo com monstros, a segunda procura a evasão e o ataque mais cirúrgico.
Boros e Izzet possuem o perfil mais rápido, devem finalizar a partida logo ou se complicarão pela falta de recursos em longo prazo.
 
E, por fim, Golgari é o que vai preferir o jogo médio. Necronutrimento começa tímido, depois tem em mãos (ou no caso, no cemitério) uma potência muito perigosa para qualquer oponente.
 
Portanto, prepare-se para jogar com sua Guilda, mas também contra as outras.
Nos vemos em Ravnica nesse fim de semana!
 
Comentários e sugestões são mais que bem-vindos.
 
Até,
Felipe Bracco
.
   
   

Felipe Bracco (VIP STAFF Bracco)
Viciado e apaixonado pela mana vermelho, adorador de Goblins, viajante das teorias, curioso e observador! Buscando sempre expandir os limites da minha própria escrita e do que pode ser escrito.
Jogo Magic desde 2000, e hoje estou mergulhado inteiro na comunidade. Sou inclusive administrador do MTG LGBT, grupo de Magic no Facebook visando acolhimento e promoção de eventos relacionados.
Se quiser saber mais sobre, entre em contato!!!
Redes Sociais: Facebook
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Devo trocar Mission Briefing por Mago?

A novidade de Ravnica versus o mosntro de Innistrad.


Real Rogues! – Bora de Boros!

Batalhão em prontidão nos Rogues.


Vou-me embora para Ravnica!

As primeiras novidades da nova edição.


Guia de Pré Lançamento: Rivais de Ixalan!

Tudo para você se dar bem no fim de semana.


10 Coisas para não fazer no Pré-release

Um guia iniciante para o fim de semana.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

And_7552 (02/10/2018 17:15:35)

Que da hora.. Eu fiquei na duvida se escolhia Izzet.. Parabéns pelo resultado! E o Niv é uma máquina no selado né?

VIP STAFF Bracco (02/10/2018 12:31:10)

Maravilha!

faz parte nem sempre jogarmos com a guilda inicialmente escolhida.

eu peguei os Izzet e consegui montar um bem redondinho com eles, nenhuma carta espetacular além do NivMizzet (e nem era o promo), mas me garantiu um 4º lugar de 62 pessoas fazendo 5x1 3

And_7552 (30/09/2018 17:47:01)

Vou começar então.. Rs

Pedi um kit Boros.. Abri uma pool boros de curva alta meio inconsistente.. Haviam cartas boas, porém sem a curva baixa esperada ou mini bombas de curva 03 ou 04. Abri uma vraska BG, Assassin's Trophy e outras cartas BG razoaveis.. Varias cartas na cor vermelha combinadas a algumas Izzet pareciam dar fazer um outro deck, mas basicamente de cards comum e power level baixo.

Forçei Boros, perdi na primeira rodada para um dimir curvado.

Ganhei a segunda rodada depois de baixar a curva e ficar full all win, mas ainda não estava contente com a lista. Fui para minha pool Golgari e montei um midrange e foi sucesso.. Ganhei os demais 2 jogos e na última rodada perdi um game acirradíssimo tendo feito 2x a Vraska.. Meu oponente comprou muito melhor.

3 - 2, 9 de 23. A guilda golgari me surpreendeu no valor nesse selado... Dimir também está bem forte. Thief of Sanity rouba games sozinho.

No geral, achei divertido demais e jogaria todo fds esse selado se pudesse.. Rs

VIP STAFF Bracco (28/09/2018 13:07:26)


Agradeço o complemento!

Gostaria depois do pessoal contar as experiências do que jogou com cada guilda

And_7552 (28/09/2018 09:59:25)

Da hora o artigo! Esses guias de pré-release estão sempre bem completinhos aqui na liga.

Eu só tenho uma opinião diferente da sua: Olhando o Pre-Pre Release no youtube e o Team Series eu acho que Izzet é uma guilda praticamente entre Tempo e Control... Os recursos não acabam rápido pq Jump Start fazem sua capacidade de late game mto boa assim como Dimir. As criaturas que você tem na cor Izzet são normalmente de resistência alta e fazem efeito a cada instant e sorcery, ou seja, existe um certo set up pra guilda começar a funcionar.. E isso demanda um plano de jogo mais lento.

Acredito que esse Selado de Ravnica seja um Mini Formato com pedra, papel e tesoura assim como nos formatos construídos: aggro, midrange, tempo e control... Um colocando o outro em cheque.

Estou ansioso para jogar! Abraços e parabéns pelo artigo novamente.

HHHH (28/09/2018 01:34:03)

Vim na fome para detonar mais um artigo, mas quebrei a cara, pois só encontrei Magic por aqui. Então, parabéns. Foi um bom artigo com boas dicas. Até a próxima.

VIP STAFF Bracco (27/09/2018 20:32:13)

Obg pessoal 3

fernandofarina (27/09/2018 15:24:15)

Que texto incrível! Vai ajudar muito!

Parabéns Bracco!

Felessa (27/09/2018 13:46:18)

Olá Felipe, parabéns por mais um texto legal e objetivo! Não jogo competitivamente mas sempre gosto de ler suas dicas dos Pré-lançamentos e das novas mecânicas.

Tb achei a arte do Escudista muito bela, bem como as da guilda em geral (sou Selesnya de coração rs), principalmente do novo Jardim do Templo.

willianaway (27/09/2018 12:11:35)

Parabéns pelo texto. Suas dicas são um diferencial de conteúdo! Com certeza irei usá-las se conseguir ir ao pré-release. Não deixe de escrever.

Boros e Selesnya serão minhas primeiras opções!