A Hora do Pauper: Renovação no Pauper
Quer saber como anda o Pauper pós ban e MH1? Confira aqui!
20/06/2019 18:05 - 25.296 visualizações - 12 comentários

E aí galera, tudo bem? Quero começar agradecendo o número expressivo de visualizações e comentários do meu primeiro artigo! Foi algo surpreendente para mim e estou muito feliz pelo alcance, receptividade e interação de vocês! Muito obrigado!


Eu acredito que estamos em um momento de mudanças no Pauper, similar ao que tivemos no começo do ano passado, com novas cartas sendo adicionadas e novas builds/decks surgindo. Mas, o quanto isso se mostra como uma renovação? O quanto isso tem trazido de benefício ao formato? Para melhor analisar, vamos ver como foram os três primeiros Challenger's do MTGO pós ban, considerando que este último também já contou com as novas cartas válidas de Modern Horizons. Inclusive, nosso amigo Ricardo Mattana escreveu um artigo sobre os destaques de Modern Horizons para o Pauper e você pode ler aqui.


Pauper Challenge 26/05

Nesse primeiro Challenge, as coisas foram bem estranhas, pois não sabíamos o que esperar do metagame, mesmo tendo uma boa ideia da tendência das escolhas. Um deck de Elfos acabou levando o torneio, incrivelmente vencendo um BW Pestilência na final e, mesmo sabendo da qualidade (e sorte!) desse jogador, sabemos que é uma partida bem difícil.


Elfos - Challenge 26/05/19
16479 visualizações
16/06/2019
R$ 218,77
R$ 420,61
R$ 2.318,93
16479 visualizações
16/06/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (38)
2  Elfo do Arvoredo 0,25
2  Elfos de Fyndhorn 6,50
2  Elfos de Llanowar 0,19
2  Encarregada da Essência 3,00
2  Místico Élfico 0,25
4  Patrulheiro Quirion 17,28
4  Patrulheiros Betulíneos 1,69
3  Desejador do Bem  1,90
2  Patrulheiro Silvestre  0,10
3  Sacerdote de Titânia  12,00
4  Vanguarda Élfica  0,68
4  Elfo Vigia dos Pinheiros  1,28
1  Invocador do Coração Selvagem   0,08
3  Mestre de Caça de Lys Alana   0,25
Mágicas (8)
4  Guiar o Estouro  0,50
4  Melodia Distante  3,00
Terrenos (14)
13  Floresta0,00
1  Ilha0,00
60 cards total

Sideboard (15)
2  Arco Longo Viridiano 2,00
3  Arqueiro do Tiro a Esmo 3,00
3  Explosão Hídrica 2,88
2  Envolto em Vigor  0,90
2  Sabotagem Jubilante  6,00
3  Armadura Seda de Aranha  7,50


Na tabela do metagame breakdown, trouxe apenas os decks que apareceram mais de uma vez no top32 e GW Auras foi uma bela surpresa porque, com três aparições, uma delas fez top8. Os Tron decks foram o que mais apareceram, como era de se esperar, seguido por BW Pestilência e UW Tribe. Uma lista interessante que voltou a figurar foi um Tron deck com a carta Reap and Sow, criação do nosso amigo Paulo Cabral que, sabendo o rumo do formato, apostou em se manter seguro nas mirror e contra bouncelands do Boros e BW.


Reap and Sow Tron - Challenge 26/05/19
16475 visualizações
16/06/2019
R$ 222,62
R$ 499,60
R$ 1.957,10
16475 visualizações
16/06/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (10)
2  Barreira Mnemônica  0,08
4  Vaga-Pensador  3,57
1  Horror de Dinrova   0,14
3  Triturador de Ulamog 0,20
Mágicas (18)
1  Condescender  0,58
2  Rotação de Culturas 8,99
3  Paz Momentânea  5,45
1  Alquimia Proibida  0,09
1  Bruxuleio Fantasmagórico  0,85
2  Pesquisa Compulsiva  0,20
2  Pulsação de Murasa  0,10
4  Ceifar e Semear  0,30
2  Ensinamentos Místicos  0,20
Artefatos (9)
4  Mapa da Expedição 15,99
4  Prisma Profético 0,14
1  Sinete Simic 0,49
Terrenos (23)
4  Cachoeira dos Espinhos0,10
1  Ilha Remota0,20
1  Ilha da Neve2,69
1  Lodaçal Mortuário0,20
4  Mina de Urza3,00
1  Pântano de Bojuka7,11
3  Penhascos Pintados0,09
4  Torre de Urza5,99
4  Usina de Urza5,98
60 cards total

Sideboard (15)
1  Eletrotruque 0,99
3  Explosão Hídrica 2,88
3  Explosão de Chamas 5,85
2  Círculo de Proteção: Azul  0,10
3  Círculo de Proteção: Vermelho  0,10
1  Paz Momentânea  5,45
1  Raio da Revelação  0,15
1  Rancor Antigo  0,35


Vale destacar também a presença de decks que a muito não apareciam em Challenge, como BR Reanimator, BG Aristocratas e o UR Blitz. Como era de esperar, neste primeiro Challenge pós ban, os jogadores apostaram no seguro, em listas que eram sólidas antes da explosão do UB Delver.

 

Pauper Challenge 02/06

A maior surpresa foi deck campeão, um Bant Barreiras que se valia de geração de mana infinita com a interação entre o Axebane Guardian e o Freed from the Real, dando bounce em todas as permanentes do oponente com Capsize para vencer com suas poucas criaturas depois.


Bant Barreiras - Challenge 02/06/19
16491 visualizações
16/06/2019
R$ 150,27
R$ 300,99
R$ 4.272,93
16491 visualizações
16/06/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (23)
4  Ameia Encoberta  0,49
4  Familiar de Sunscape  6,90
4  Guardião de Danação dos Machados  0,20
4  Oráculo do Portão Marinho  0,60
3  Barreira Mnemônica  0,08
4  Vaga-Pensador  3,57
Mágicas (13)
1  Condescender  0,58
2  Paz Momentânea  5,45
1  Proibir - Impedir  0,10
2  Bruxuleio Fantasmagórico  0,85
2  Pesquisa Compulsiva  0,20
2  Pulsação de Murasa  0,10
1  Soçobrar   1,99
2  Ensinamentos Místicos  0,20
Encantamentos (2)
2  Libertos da Realidade  2,99
Terrenos (22)
4  Areias Verdejantes0,10
1  Cachoeira dos Espinhos0,10
4  Desolação Fumegante5,99
1  Fazenda de Podridão Golgari0,30
3  Floresta da Neve1,70
7  Ilha da Neve2,69
1  Planície da Neve1,70
1  Portão da Guilda Selesnya0,04
60 cards total

Sideboard (15)
2  Delir 0,40
3  Explosão Hídrica 2,88
2  Reivindicação da Natureza 0,12
1  Círculo de Proteção: Azul  0,10
2  Círculo de Proteção: Vermelho  0,10
1  Paz Momentânea  5,45
2  Dignitário Corno-de-Pedra  6,79
2  Flechas Denteadas 0,65


Neste segundo Challenge, a avaliação do metagame atual influenciou muito nas escolhas dos decks, pois vemos um número maior de estratégias viáveis para combater Tron decks, como Burn e UW Tribe. O UR Skred aumentou muito sua presença tanto neste Challenge como nas ligas, me parecendo ser o escolhido como deck Tempo do formato atual. Ele é um deck seguro, tendo aberturas agressivas com Delver flipando no turno 2, como gerando grande vantagem de cartas, com a interação da Faerie Miscreant e do Ninja of the Deep Hours . As variações de Monarca decks ainda continuam fortes, porém ainda precisam se adaptar ao novo metagame, principal como lidar com o Tron, provavelmente seu maior badmatch. Burn voltou a mostrar sua força, mesmo perdendo a abertura com Gitaxian Probe, se manter firme no uso do Ghitu Lavarunner, não abrindo mão de ter uma criatura que agrida nos turnos iniciais. Para mim, a grande vantagem do Ghitu é ser uma criatura de CMC 1, principalmente na comparação com o Keldon Marauders ou da Firebrand Archer quem possuem CMC 2.

 

Pauper Challenge 09/06


Enfim Modern Horizons se tornou válida no MTGO e suas cartas puderam figurar em um campeonato relevante no formato. Muito se esperava das interações das permanentes nevadas, mas quem acabou largando na frente foi o MBC com Defile, colocando dois decks no top8, o assim chamado “Skred preto” basicamente extinguiu o uso de Disfigure dos decks monoblack, sendo uma remoção muito eficiente, com um custo de mana mínimo e sem restrições (claro que depende do número de pântanos).


MBC - Challenge 09/06/19
1 visualização
16/06/2019
R$ 272,02
R$ 507,92
R$ 1.840,71
1 visualização
16/06/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (21)
4  Cuombajj Witches  3,00
4  Raivoso Phyrexiano  0,10
4  Ratos Chiadores   1,40
3  Thorn of the Black Rose  4,24
4  Mercador Cinzento de Asfódelos   0,97
2  Pescador Grumag  0,25
Mágicas (13)
3  Macular 0,84
4  Édito de Chainer  10,40
4  Assinar com Sangue  0,46
2  Gavinhas da Corrupção  0,94
Encantamentos (3)
2  Oubliette   74,90
1  Pestilência   0,44
Terrenos (23)
4  Charneca Estéril0,20
17  Pântano0,00
2  Pântano de Bojuka7,11
60 cards total

Sideboard (15)
4  Coagir 0,05
1  Crime do Corvo 4,39
2  Retorcer a Mente  0,30
3  Areias Asfixiantes   2,50
2  Ratos da Cripta  1,50
1  Gavinhas da Corrupção  0,94
1  Thorn of the Black Rose  4,24
1  Shinobi do Bando de Okiba   2,95


O UR Skred venceu esse Challenge, sendo uma aposta segura em um novo ambiente com tantos testes sendo feitos, principalmente em um provável cenário com deck mais lentos. A lista não trouxe muitas inovações, mantendo o Conhecimento Acumulado como o substituto de Gush, mudando entre as listas a quantidade de Lightning Bolt e das cantrip.


UR Skred - Challenge 09/06/19
16441 visualizações
16/06/2019
R$ 334,76
R$ 635,27
R$ 7.245,54
16441 visualizações
16/06/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (19)
4  Fada Marota 0,14
3  Investigador de Segredos 6,46
4  Áugure de Nicol Bolas  0,23
4  Sílfide Magioclasta  8,09
4  Ninja das Horas Tardias  1,55
Mágicas (23)
4  Miniavalanche 17,50
4  Ponderar 6,40
3  Preordenar 15,00
2  Raio 7,95
2  Tempestade Cerebral 2,25
4  Conhecimento Acumulado  0,20
4  Contramágica  2,00
Terrenos (18)
2  Desolação Fumegante5,99
10  Ilha da Neve2,69
2  Montanha da Neve1,75
4  Terras em Desenvolvimento0,05
60 cards total

Sideboard (15)
1  Anular 0,09
2  Eletrotruque 0,99
3  Explosão Hídrica 2,88
3  Explosão de Chamas 5,85
2  Relíquia de Progenitus 11,95
2  Geist da Tempestade   0,91
2  Redemoinho de Areia  4,49


A grande surpresa no top8, foi Snow White Tron (por falta de nome melhor) usando o tão esperando Arcum's Astrolabe, se valendo dos bounce do Glint Hawk e Kor Skyfisher. Ainda conta com splash para todas as outras cores, de cartas tanto no main deck quanto no sideboard.


Snow White Tron - Challenge 09/06/19
16686 visualizações
16/06/2019
R$ 240,19
R$ 544,75
R$ 1.400,59
16686 visualizações
16/06/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (16)
4  Falcão Cintilante 0,59
4  Inspetor de Thraben 2,03
4  Pescador Celeste Kor  0,68
4  Vaga-Pensador  3,57
Mágicas (8)
1  Eletrotruque 0,99
3  Tocha de Kaervek  0,50
3  Cordões Prismáticos  4,50
1  Violando os Túmulos  1,43
Artefatos (11)
4  Astrolábio de ArcumS0,78
2  Mapa da Expedição 15,99
1  Relíquia de Progenitus 11,95
4  Prisma Profético 0,14
Encantamentos (3)
3  Jornada a Lugar Nenhum  4,50
Terrenos (22)
4  Mina de Urza3,00
10  Planície da Neve1,70
4  Torre de Urza5,99
4  Usina de Urza5,98
60 cards total

Sideboard (15)
3  Delir 0,40
1  Eletrotruque 0,99
2  Explosão Hídrica 2,88
4  Explosão de Chamas 5,85
2  Relíquia de Progenitus 11,95
1  Coração Sereno  1,49
2  Resistir à Tempestade  0,28


Este deck trouxe interações do Boros, como se proteger com Prismatic Strands, recuperar suas criaturas com Reaping the Graves e matar oponentes com burn mas, nesse caso se valendo da quantidade enorme de mana, usando Kaervek's Torch. No side temos Weather the Storm, a mais nova carta válida no formato com a perigosa mecânica de Storm (para quem não sabe, as outras três Grapeshot, Empty the Warrens e Temporal Fissure são banidas) que é o alívio que os Tron decks precisavam para lidar com Burn e decks agressivos, sendo mais versátil que Pulse of Murasa, principalmente por não necessitar do cemitério, que acaba sendo um problema comum a ser contornado para quem joga com o deck.


Dentro do top32 outras cartas se destacaram: Winding Way no Elfos, fazendo uma bela dupla com Lead the Stampede; Savage Swipe sendo um ótimo subtituto de Epic Confrontation no Stompy, devido a seu custo menor e aumento do poder da criatura também.


Agora, voltando a pergunta inicial sobre renovação, acredito sim que o formato está saindo de um momento estagnado para uma movimentação atípica em um formato eterno pois, em menos de um mês tivemos o banimento de três cartas extremamente relevantes de decks tier 1 e o surgimento de novas cartas, com bom potencial de jogo. O metagame está evoluindo e se adaptando a nova realidade sem Daze e Gush, assim podemos voltar a ver Affinity fazendo resultado e Elfos podendo usar Land Grant outra vez, mas me preocupa para onde estamos indo. Claramente o formato está indo para um jogo mais lento, onde quem tiver o melhor late game deve ganhar e aí já temos um candidato a estrela: Tron. Seu late game é inegavelmente o mais forte do formato, conseguindo contornar até inúmeros grave hate, ganhando vida, comprando carta, controlando o campo e etc, contrariando todas as possibilidades com jogadas fantásticas. Após o banimento, sabíamos que este era um dos caminhos, porém Modern Horizons trouxe cartas que ajudaram ainda mais o Tron, muito mais que as outras builds e isso se torna preocupante pois, poucos deck aggro receberam novidades que os possibilitem combater a quantidade de remoções, fog, e ganha de vida no atual metagame.

 

Não estou dizendo que isso seja de todo ruim, mas um formato eterno precisar oferecer oportunidades para todos os arquétipos, visando a estabilidade e a saúde do formato.


Bom, para finalizar gostaria de saber como está o Pauper na sua cidade? Nos últimos seis meses, senti um desânimo coletivo no formato, com diminuição massiva do número de campeonatos locais, existindo em geral nas capitais e algumas cidades maiores. A produção de conteúdo sofreu um grande corte com a chegada do Arena, pois ambos têm uma faixa do seu público no pessoal que não quer/pode gastar dinheiro com Magic. Temos poucos gameplay semanais e quase nenhuma live, o que me parece ter diminuído muito o interesse do público, principalmente para novos jogadores. Nossa comunidade ainda discute muito o formato, ainda mais com novas descobertas sendo feitas diariamente, porém já há uma divisão clara de atenção e recursos, com vários jogadores jogando também outros formatos. Novamente, isto é ruim? Não necessariamente pois, jogar outros formatos, traz uma experiência inegável, acrescentando uma capacidade enorme na tomada de decisões, porém não vejo um processo de renovação ou agregação de novos jogadores, o que impacta diretamente na manutenção e visibilidade do formato. Por isso, agradeço muito a LigaMagic por esse espaço, onde podemos trazer boas discussões sobre o Pauper.


O ano de 2018 foi muito promissor, mas gostaria que em 2019 houvesse uma decisão sobre o Pauper: ele será um formato sancionado? Essa resposta é essencial para o futuro do formato pois, a partir dela, é que poderemos decidir como vamos continuar jogando Pauper.

Heli Mateus ( helimateus)
Heli Mateus conheceu o Magic em 1998, mas começou a jogar em 2015 quando conheceu o
formato Pauper. Hoje é entusiasta do formato e produtor de conteúdo, principalmente como
podcaster sendo host do PauperView e cohost do RakdosCast.
Redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 24/06/2019 16:04
Parabéns novamente Heli, não falou sobre todas as cartas novas de MH que são relevantes para o Pauper mas creio q não seja necessário...quanto a produção de conteúdo pauper de fato o arena dominou...tanto que para ver gameplay físico eu por exemplo recorro a sites gringos pois em pt Br nao tem o que e uma pena mas no geral Gosto de ver o Pauper ficando versátil de novo!!!!!
(Quote)
- 22/06/2019 23:30
Ótimo artigo, Heli. Dá pra ter uma ideia das boas mudanças que ocorreram no formato.

O Tron ainda é um medo real, mas ao contrário do que muitos possam pensar, isso não é (apenas) implicância. Qualquer deck que tivesse a força do Tron em relação aos outros seria temido por ter a possibilidade de atingir um patamar de "deck insuperável".
Infelizmente eu não vejo outra saída para a Wizards que não seja procurar mais um "card vilão" para ser banido.
Banir as lands de Urza ia ser (mais uma vez) a solução preguiçosa para melhorar a saúde o formato.
Não quero novos banimentos. Vamos torcer para que nenhum deck domine de novo o formato.
Vamos contribuir galera, parem de jogar de Tron. :P
O UR Skred tem me preocupado. Ele parece que tem potencial para dominar o formato e ser uma ameaça à sua saúde.

A Wizards até está tentando dar uma sacudida no formato e nos mostra bem isso com os lançamentos recentes de boas cartas comuns.
Mesmo assim sabemos como deve ser difícil calcular o quão forte uma carta pode ser feita sem desequilibrar o formato.
Algumas cartas acabam sendo um tiro que saiu pela culatra. Como a nova Resistir à Tempestade.

O meta está bem diversificado pós banimento. Ainda é um meta saudável, talvez o mais saudável que já existiu e ainda em formação.
Muitas surpresas as cartas novas nos trouxeram.
Muita coisa ainda pode ser explorada e espero que as novas edições continuem trazendo ferramentas para a constante mudança no meta.
Ainda existe um grande abismo para a oficialização do Pauper, que é a término das diferenças entre as comuns exclusivas online e as comuns exclusivas no papel. Isso se a Wizards quiser fazer de forma correta, sem bagunçar as coisas.
Então ao meu ver ainda vão rolar muitos ajustes pra que finalmente o formato seja oficializado. E acho que a gente vai perceber bem quando a Wizards começar a querer se organizar para isso.

Aqui em Recife o Pauper tem a sua parcela tímida de jogadores ativos que sempre estão lá nos torneios. Esse número varia muito pouco. Muitos novatos no formato acabaram aparecendo nesses últimos anos, quase na mesma medida que jogadores antigos deram uma sumida.
Creio que a tendência é crescer, mesmo que um pouco devagar, pois o Pauper tem crescido como um todo de forma geral.
Os produtores de conteúdo deram destaque ao Arena, o que é compreensível, visto que foi uma das melhores novidade sobre Magic dos últimos tempos.
Mesmo assim ainda temos conteúdo Pauper e a tendência é que esse conteúdo volte a crescer com tanta novidade sobre o formato para ser discutida nesses últimos meses.

Alguém aqui já pensou que além de lançar cartas novas, a solução de deixar o formato mais equilibrado pudesse ser também o desbanimento de algumas cartas?
(Quote)
- 22/06/2019 18:21
E as Urza's, serão banidas? Vamos esperar pra ver haha.
(Quote)
- 22/06/2019 16:03
Parabéns garoto, está se firmando como melhor conteudista de pauper da liga! Gostei muito de saber que o primeiro challenge pós ban foi vencido por um bant walls. Mencionei o desengavetamento do RUG defenders num comentário no seu último artigo, esse combo é sensacional!
(Quote)
- 22/06/2019 11:31
Bom dia, Heli.
Gostei do artigo. É preocupante q o pauper tem perdido espaço e jogadores, mas o jogo em si no formato está cada vez mais diverso e divertido. Sancionar o formato IRL é o melhor caminho pra Wotc capitalizar esse mercado, pq abre espaço pra produtos IRL direcionados ao pauper. Atualmente colocam cartas em sets pra outros formatos e pro jogador de pauper continua sendo mais vantajoso comprar a carta especificamente. Os pauper challenger decks venderiam entre novos jogadores e entre antigos jogadores, já que geralmente o jogador de pauper não tem todas as bases de decks tier. Fazer uma lista de ban e lançar produtos Pauper IRL vai gerar estabilidade, confiança no formato e, principalmente para WOTC, VENDER.
Aqui em Salvador perdemos bons jogadores pro modern mas os jogadores do pauper ainda sao MT bons. O nivel é alto, apesar de ter uns freg, tipo eu, jogando.

Últimos artigos de Heli Mateus
Hora do Pauper – Mono Blue
É possível suprir a falta de Gush? Veja como esse clássico do formato volta à ativa.
6.877 views
Hora do Pauper – Mono Blue
É possível suprir a falta de Gush? Veja como esse clássico do formato volta à ativa.
6.877 views
Há 1 dia — Por Heli Mateus
Hora do Pauper – Downgrade de terrenos
Analisando uma pesquisa feita com a comunidade sobre downgrade de terrenos para o Pauper
6.378 views
Hora do Pauper – Downgrade de terrenos
Analisando uma pesquisa feita com a comunidade sobre downgrade de terrenos para o Pauper
6.378 views
20/01/2020 18:05 — Por Heli Mateus
Hora do Pauper - UW Familiar
“Um dos poucos decks combo do formato volta a fazer resultados, após uma adição de Trono de Eldraine”
9.399 views
Hora do Pauper - UW Familiar
“Um dos poucos decks combo do formato volta a fazer resultados, após uma adição de Trono de Eldraine”
9.399 views
02/01/2020 10:05 — Por Heli Mateus
Hora do Pauper – Boros Bully
Vamos verificar como a versão mais agressiva da Guilda Boros está no atual metagame
9.520 views
Hora do Pauper – Boros Bully
Vamos verificar como a versão mais agressiva da Guilda Boros está no atual metagame
9.520 views
14/12/2019 10:05 — Por Heli Mateus