O Submundo do Modern - Kethis Combo
Do Standard para o Modern! Um novo combo lendário surge no formato!
16/10/2019 10:05 - 9.672 visualizações - 1 comentário

Fala, grande galera do Submundo! Há um tempinho atrás, meu lindo amigo Ruda trouxe para o povo do Standard um combo bem legal com Kethis, the Hidden Hand sendo a estrela da estratégia. Na época o formato estava quase em sua rotação e por precisar de muitas cartas de Dominaria para funcionar, pode ser que quem tenha curtido a estratégia deixou ela de lado por conta disso.

 

Seus problemas acabaram!

 

Vi que nesse último final de semana apareceu um deck com a mesma proposta no Open da Starcity Games e, obviamente, fiquei super animado para trazer um combo “novo”. Tanto a galera que curtiu quando ele apareceu no Standard, quanto quem está conhecendo ele agora podem montar sem medo de ser feliz, pois a rotação “have no power here!”.

 

Kethis Combo
6507 visualizações
14/10/2019
R$ 3.671,97
R$ 5.417,17
R$ 10.806,78
6507 visualizações
14/10/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (13)
3  Esperança de Ghirapur 1,90
4  Emry, Espreitadora do Lago  16,00
4  Kethis, a Mão Oculta   8,78
2  Sai, Topterista Mestre  5,03
Planeswalkers (2)
1  Teferi, Manipulador do Tempo   103,01
1  Jace, Manipulador de Mistérios    6,95
Mágicas (4)
4  Desenterrar 0,75
Artefatos (22)
4  Bijuteria de Mishra 27,80
4  Mox de Âmbar 75,00
4  Mox de Opala 300,00
4  Estrela Cromática 22,90
4  Estação de Trituração 12,95
2  Talismã de Garra dos Desejos  3,50
Terrenos (19)
1  Castelo Eiganjo24,94
3  Confluência de Mana84,00
1  Costa do Mar de Cromo36,50
1  Ilha da Neve0,75
2  Litorais de Mancha Negra28,41
1  Minamo, Escola à Beira d'Água53,51
1  Okina, Templo dos Avós8,25
1  Pendelhaven5,60
1  Shizo, o Armazém da Morte35,96
4  Torre da Indústria2,00
1  Urborg, Tumba de Yawgmoth57,80
2  Vácuo Tremeluzente23,36
60 cards total

Sideboard (15)
3  Empurrão Fatal 11,61
2  Explosivos Fabricados 67,46
3  Brutalidade Coletiva  47,50
2  Troféu do Assassino  74,21
4  Oko, Ladrão de Coroas   133,00
1  Teferi, Manipulador do Tempo   103,01

 

Pilotado por Collins Mullen, nossa estratégia é, resumidamente, lotar nosso próprio cemitério de cartas lendárias e conjurar repetitivamente o maior número de Mox Amber/Mox Opal que conseguirmos. Ao atingir esse objetivo com segurança, temos vários outros efeitos que se aproveitam desse loop para nos levar à vitória.

 

Nosso jogo consiste em ter um Kethis, the Hidden Hand no campo de batalha para que possamos conjurar as cartas lendárias de lá, porém ao custo de remover duas cartas lendárias para isso. Então vale notar que, além das lendárias que queremos conjurar com frequência (Mox Opal e Mox Amber), precisamos de lendárias para servir de combustível para que isso seja possível.

 

A lista é cheia de cartas lendárias, incluindo terrenos. Urborg, Tomb of Yawgmoth, Shizo, o Armazem da Morte, Pendelhaven, Okina, Temple to the Grandfathers, Minamo, Escola a Beira d'Agua e Eiganjo Castle todos possuem efeitos adicionais, porém o melhor para nós é simplesmente serem lendários mesmo. Dificilmente os efeitos desses terrenos nos serão úteis no campo de batalha a ponto de QUERERMOS algum deles a qualquer custo. Um Shizo garantindo amedrontar para nosso Hope of Ghirapur pode ser interessante em alguma situação, ou um Eiganjo impedindo nosso Kethis de morrer ao prevenir 2 pontos de dano também, porém precisamos saber o que estamos enfrentando e com isso definir se o terreno nos servirá melhor em jogo ou enterrado.

 

Além disso, todas as nossas criaturas também são lendárias, como o já mencionado Hope of Ghirapur, Emry, Espreitadora do Lago, Sai, Master Thopterist  e o próprio Kethis. Os planeswalker Jace e Teferi também entram nessa conta e por fim as Mox, totalizando então 29 permanentes desse tipo, onde apenas os terrenos não podem voltar do cemitério com a habilidade de Kethis (mais um motivo para ponderarmos onde eles nos servirão melhor).

 

Então a partida está uma maravilha e conseguimos todo aquele setup de Kethis em jogo e as Mox no cemitério, certo? A partir daí precisamos então de uma carta que permita avançarmos no combo. No Standard a estrela dessa parte era a Diligent Excavator, mas aqui vamos de Grinding Station.

 

Com esse artefato, sempre que outro artefato entra no campo de batalha ele é desvirado. Assim nós conjuramos uma Mox de nosso cemitério, adicionamos uma mana de qualquer cor à nossa reserva, viramos nossa Grindind Station, sacrificamos essa Mox e colocamos 3 cartas de NOSSO grimório em nosso cemitério. Pra que isso? Para conseguirmos mais combustível para a própria Grindind Station e para nosso Kethis, pois...

 

... Assim que uma de nossas Mox, por exemplo, é conjurada através da habilidade do Kethis ela vai para o campo de batalha e deixa de ter essa habilidade que é dada por ele para cada card, individualmente. Portanto, quando essa Mox voltar para o cemitério, precisaremos usar a habilidade de nosso Kethis novamente para que ela possa ser conjurada mais uma vez e assim por diante.

 

Nosso melhor plano de jogo então é otimizar recursos lendários para que essa habilidade seja usada várias vezes, conjurando o maior número de cartas de uma vez antes de ter que usá-la de novo. Por isso temos tantas cartas lendárias na lista, queimando elas antes de precisar queimar as Mox que dão andamento ao loop.

 

Para cada Mox que conjuramos nós adicionamos uma mana à nossa reserva e queimamos 3 cartas de nosso grimório. Levando em consideração que teremos em média umas 45 cartas em nosso grimório ou menos a partir do momento em que iniciamos o combo para ganhar, precisaremos de 15 artefatos entrando em jogo para que possamos vencer. Visto que temos 8 Mox e, ainda, 3 Hopes of Ghirapur (que fica com custo 0 também graças à primeira habilidade de nosso Kethis), precisamos usar poucas vezes a segunda habilidade de nossa lenda para reconjurar tudo várias vezes.

 

Confuso? Na teoria sim, mas na prática é bem simples. Temos vários outros artefatos na lista como Chromatic Star, Grinding Station (só precisamos de uma mesmo), Mishra's Bauble e Wishclaw Talisman que podem contribuir para essa conta direto de nossa mão, entrando tanto antes quanto depois de nosso combo começar a andar e nos garantindo uma segurança maior nessa matemática toda.


Com as manas que geramos ao conjurar e reconjurar as Mox, podemos ainda comprar cartas ao sacrificar os Thopters gerados por um possível Sai no campo de batalha, ou conjurar cópias de Emry para queimarmos mais cartas ainda do nosso grimório. Como duas cópias de uma mesma lenda do nosso lado faz com que uma seja sacrificada, sempre teremos Emrys e mais Emrys para conjurar a cada ativação de nosso Kethis.

 

Essas manas também servirão perfeitamente para conjurarmos nosso único Jace, Wielder of Mysteries, nos garantindo a vitória graças a sua habilidade passiva, que nos fará ganhar o jogo ao nos forçarmos comprar uma carta quando nosso grimório estiver totalmente vazio. Por ser uma carta lendária, conjuramos ele de nosso cemitério também sem problema algum.

 

Como já disse, na teoria um combo sempre parece bem mais complicado do que ele realmente é, desde que tenhamos alguns pontos importantes em mente. Precisamos ter cuidado aqui na quantidade de cartas que conseguimos conjurar de nosso cemitério sempre que ativarmos o Kethis, para não ter prejuízo e precisar remover mais lendas que o necessário de nosso cemitério durante o desenrolar do combo. Além disso, use montes para separar as lendas que já foram conjuradas durante uma ativação do Kethis das lendas que ainda podem ser conjuradas. Dessa maneira você diminui as chances de se confundir no processo e não dá motivos para que o oponente chame um juiz devido a um erro que venha a cometer.

 

Por se tratar de um combo, nosso raciocínio base se resume a combar quando o jogo estiver seguro. Nosso Hope of Ghiparur pode garantir essa segurança ao causar dano em um oponente, além do Teferi também impedir que o oponente conjure qualquer mágica durante o nosso turno. Se mesmo sem ter nenhuma dessas opções ao seu alcance você quiser combar, certifique-se de que o caminho está livre ao conhecer o deck do oponente ou ter plena noção do estado do jogo e dos recursos que o outro lado pode ter para te atrapalhar. Como as únicas habilidades dos planeswalkers que nos importam são as suas passivas, podemos tranquilamente usar a do Teferi, por exemplo, para retirar algo do caminho que esteja atrapalhando a finalização de nosso combo.

 

A perfeição aqui vem na base do treino, então mesmo antes de jogar contra alguém de verdade, meu maior conselho ao pilotar um deck de combo é jogar sozinho. Combe de fato “contra a parede” para você saber o que pode e não pode ser feito, quais caminhos você consegue adotar e os recursos que consegue usar. É normal e é a melhor maneira de você entender e se conectar com o deck.

 

Espero que tenham curtido a lista e o texto e até o próximo Submundo do Modern! Um grande abraço a todos e deixem aí o comentário sobre esse deck lendário e sugestões para um próximo texto! Até mais!

Paulo Alessandro Sante ( Teddy_Bear_X)
..
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 16/10/2019 10:20
Cliquei no curtir, to comentando, e como compartilho agora ?
#SubmundoDoModern
Últimos artigos de Paulo Alessandro Sante
O Submundo do Modern - Bant Ephemerate
Hora de revisitar uma estratégia antiga do Submundo do Modern, atualizada com grandes ferramentas presentes em Modern Horizons!
8.254 views
O Submundo do Modern - Bant Ephemerate
Hora de revisitar uma estratégia antiga do Submundo do Modern, atualizada com grandes ferramentas presentes em Modern Horizons!
8.254 views
20/09/2019 10:05 — Por Paulo Alessandro Sante
O Submundo do Modern - Hunted Grixis
“É muito mais difícil matar um fantasma do que uma realidade.”
13.509 views
O Submundo do Modern - Hunted Grixis
“É muito mais difícil matar um fantasma do que uma realidade.”
13.509 views
28/08/2019 18:05 — Por Paulo Alessandro Sante
O Submundo do Modern: Elementais
Atenção! Os elementais também invadiram o Modern!
11.501 views
O Submundo do Modern: Elementais
Atenção! Os elementais também invadiram o Modern!
11.501 views
14/08/2019 18:05 — Por Paulo Alessandro Sante
8.926 views
O Submundo do Modern - Hogaak Zombies
Do topo para o Submundo
8.926 views
18/07/2019 10:05 — Por Paulo Alessandro Sante
O Submundo do Modern - Rakdos Arcanist
Você já sabe o que ele pode fazer no Standard e no Legacy mas porque não explorar essa carta no Modern?
11.624 views
O Submundo do Modern - Rakdos Arcanist
Você já sabe o que ele pode fazer no Standard e no Legacy mas porque não explorar essa carta no Modern?
11.624 views
28/06/2019 10:05 — Por Paulo Alessandro Sante