Theros vem para sacudir o Standard
Muitos viam o Standard pré-Theros como estagnado ou resolvido, mas depois de alguns poucos dias de jogo a edição vem com tudo para sacudir o formato!
20/01/2020 10:05 - 10.657 visualizações - 8 comentários

Olá! Theros recém entrou no MTG Arena e ainda não foi lançada oficialmente para os eventos Tabletop, mas a edição chegou com tudo, prometendo sacudir bastante o Standard - que para alguns estava relativamente monótono, devido ao fato dos principais decks Tier 1 terem se estabelecido no topo e lá permanecido por semanas.


O primeiro contato com a edição além dos spoilers foi na quarta-feira 15/01 durante o evento de Acesso Antecipado à convite da Wizards, onde tivemos a oportunidade de testar vários baralhos diferentes, dentre sugestões dos espectadores e versões autorais de arquétipos bem cotados - e no artigo de hoje, comentarei um pouco sobre quais cards atenderam as expectativas e poderão desde se encaixar em alguns arquétipos pré-existentes até fazer ressurgir ou formar os próprios decks.


Começando pelo meu querido Jund Sacrifice, um baralho que aparentemente não ganhou muitas ferramentas novas, mas encontrou nova oposição em Tymaret, Escolhido pela Morte e Cunoro, Sabujo de Atreos como materiais de Main Deck em outras estratégias. Apesar de muitos clamarem como o fim do deck, o Jund é particularmente resiliente e capaz de apresentar outros planos que não dependem do cemitério - afinal, Korvold, Rei Maldito pelas Fadinas, Diabo do Pandemonio e Trilha de Migalhas, os principais cards do baralho, não dependem somente da sinergia de cemitério do gato para funcionarem. A lista a seguir seria o meu ponto de partida para encaixar os novos cards:

 

Jund Sacrifice THB
5655 visualizações
20/01/2020
R$ 981,52
R$ 1.456,21
R$ 2.819,81
5655 visualizações
20/01/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (25)
4  Familiar do Caldeirão 0,25
4  Ganso Dourado 11,89
2  Andarilho das Aflições  3,31
2  Brontodonte Destruidor   0,40
4  Diabo do Pandemônio   0,15
3  Ginete Homicida // Fim Célere   14,54
1  Érebo, Coração Sombrio  12,88
1  Lobo Mau   1,39
4  Korvold, Rei Maldito pelas Fadinas    59,90
Planeswalkers (1)
1  Vraska, Rainha Golgari   13,95
Artefatos (4)
4  Forno da Bruxa 0,45
Encantamentos (5)
1  Garras do Lodaçal  0,05
4  Trilha de Migalhas  0,10
Terrenos (25)
1  Castelo de Locthwain11,61
4  Cripta de Sangue42,41
5  Floresta0,00
1  Montanha0,00
2  Pântano0,00
4  Passagem Fabulosa39,69
4  Solo Pisoteado27,20
4  Tumba Abandonada31,52
60 cards total

Sideboard (15)
3  Coagir 0,05
2  Garras Nóxias  2,75
1  Queda Épica  0,14
4  Fera Apaixonada // Desejo do Coração  2,67
1  Lobo Mau   1,39
2  Garota-massacre   1,75
2  Baixas de Guerra     7,50

 

Andarilho das Aflicoes pode não ser o card mais forte da coleção, mas é o meu favorito - ele preenche duas lacunas do Jund, que são a falta de criaturas "dispensáveis" para serem sacrificadas (que geralmente só tem Familiar do Caldeirao) e a falta de enablers (ativadores) de sacrifício (com quase todo o trabalho ficando com o Forno da Bruxa). Ele permite várias jogadas fortes, como turnos repletos de triggers do Diabo do Pandemonio ou Korvold, Rei Maldito pelas Fadinas a um baixo investimento de mana, funciona como isca de remoção e retornando posteriormente para valor adicional com um respeitável corpo 5/4 nas partidas de atrito com trocas de recursos.


Outro ponto interessante da sua habilidade de vidência é a possibilidade de jogar com menos cards dedicados para gerar mana (Druida do Paraiso ou Gigante do Pe de Feijao // Pegadas Ferteis), já que esse Main Deck não conta com nenhum custo 6, aumentando a quantidade de ação real nas partidas e mitgando o flood de terrenos quando o jogo arrasta.


A título de teste e respeito ao Cunoro, Sabujo de Atreos (além de outras possíveis criaturas incômodas), foram incluídas também Erebo, Coracao Sombrio e Garras do Lodacal, funcionando como formas adicionais de gerar valor em uma permanente resiliente e uma remoção rápida tutorável com Trilha de Migalhas, mantendo o deck com um índice de 100% de acerto no primeiro game com o card.


Jund como combinação também recebeu Templo da Maleficencia e Templo do Abandono, mas não os vejo tomando o lugar de Passagem Fabulosa por alguns motivos, como o fato do deck precisar quase sempre dos terrenos desvirados para otimizar a curva, a sinergia com Diabo/Korvold e agora o Escape do Andarilho das Aflicoes, e sendo as cores principais do deck preto e verde, o Templo da Enfermidade já estava disponível e não era uma escolha popular na maioria das listas.

 

Simic Uro
7407 visualizações
16/01/2020
R$ 1.731,04
R$ 2.333,46
R$ 3.314,49
7407 visualizações
16/01/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (22)
3  Herbívoro Arbóreo 0,25
1  Druida Fóleo  0,09
4  Krasis Hidroide   46,75
4  Recife Soerguido   1,45
4  Uro, Titã da Ira da Natureza   174,47
1  Tassa, Habitante das Profundezas  42,02
4  Cavaleiro dos Espinhos    29,75
1  Pioneiros do Arrasamento Final    0,71
Planeswalkers (4)
4  Nissa, Abaladora do Mundo   35,91
Mágicas (6)
4  Espiral de Crescimento  0,15
2  Final de Devastação   49,50
Terrenos (28)
2  Castelo de Pontegaren6,50
2  Castelo de Vantreza6,75
4  Charco da Procriação58,45
10  Floresta0,00
4  Ilha0,00
1  Labirinto de Escofo0,93
1  Passagem Fabulosa39,69
4  Templo do Mistério5,75
60 cards total

Sideboard (15)
4  Rajada de Éter  6,28
2  Retorno à Natureza  0,05
3  Disputa Mística  6,75
4  Fera Apaixonada // Desejo do Coração  2,67
1  Tassa, Habitante das Profundezas  42,02
1  Agente da Traição   12,46

 

Após a ótima performance no último Mythic Championship nas mãos do italiano Andrea Mengucci, o Simic Ramp de Final de Devastacao tornou-se um dos principais baralhos do metagame, conseguindo jogar muito bem contra ambos Jund Sacrifice e Jeskai Fires. Sua massiva adesão e presença, inclusive,   tornou o predador natural Rakdos Cavaleiros uma ótima escolha para as ranqueadas e torneios. Embora ainda fosse bem utilizado, o aumentos dos aggros com Brasolamina diminuiu um pouco o "hype" em cima de Recife Soerguido e amigos.


Porém, bastou o anúncio de um poderoso card no spoiler para que as atenções voltassem ao Simic: Uro, Tita da Ira da Natureza encaixa como uma luva no plano de jogo do deck. Quando vem no início, fornece aceleração de mana e acesso ao baralho de forma similar ao Espiral de Crescimento, mas com os 3 de vida adicionais que ajudam a fugir do alcance do dano dos baralhos agressivos que trazem dor de cabeça ao Simic. E graças à sinergia com Cavaleiro dos Espinhos , encaixar o Uro através da escapatória é mais simples do que parece, e aí temos uma máquina ambulante de valor e mais um "tijolo" pro oponente resolver.


Uma super curva de Herbivoro Arboreo > Uro, Tita da Ira da Natureza > Nissa, Abaladora do Mundo > Cavaleiro dos Espinhos + Uro escapado não apenas é possível, como coneguimos executar essa sequência durante o Early Access, e é justamente por esse tipo de abertura poderosa que um jogador inscreve Simic Ramp no torneio - e o Titã vai ajudar na consistência e frequência dessas jogadas tanto no início da curva, como no topo dela.

 

Jeskai Fires THB
7198 visualizações
16/01/2020
R$ 1.415,50
R$ 2.035,41
R$ 3.058,19
7198 visualizações
16/01/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (16)
2  Gigante Esmaga-ossos // Pisar  10,35
4  Esfinge da Previdência   0,92
1  Tassa, Habitante das Profundezas  42,02
3  Cavaleiro da Chama    15,00
4  Cavaleiro dos Vendavais    14,66
2  Kenrith, o Rei Regresso  6,75
Planeswalkers (4)
4  Teferi, Manipulador do Tempo   125,00
Mágicas (8)
1  Golpe da Justiça  0,05
4  Clarim Ensurdecedor   3,75
2  Tutor Idílico  8,46
1  Estilhaçar o Céu   4,34
Encantamentos (5)
1  Luz Banidora  0,15
4  Fogos da Invenção  2,90
Terrenos (27)
4  Bueiros de Vapor44,75
2  Castelo de Vantreza6,75
4  Fonte Santificada31,39
3  Fundição Sagrada35,96
2  Ilha0,00
2  Montanha0,00
3  Passagem Fabulosa39,69
1  Planície0,00
3  Templo da Epifania5,75
1  Templo da Iluminação4,49
2  Templo do Triunfo3,75
60 cards total

Sideboard (15)
4  Coletor de Dízimo  2,78
1  Golpe da Justiça  0,05
4  Rajada de Éter  6,28
4  Disputa Mística  6,75
1  Estilhaçar o Céu   4,34
1  Tassa, Habitante das Profundezas  42,02

 

Tido por vários jogadores como o principal deck do formato atualmente, o Jeskai Fires também se beneficia de alguns brinquedinhos novos de Theros, mesmo que de forma mais modesta. Tutor Idilico é o principal, servindo de suporte ao deck para encontrar Fogos da Invencao  no turno 4 com mais consistência - e junto de Esfinge da Previdencia e todos os efeitos de vidência, parece difícil não consegui-lo.


Para potencializar o efeito do tutor, Luz Banidora e Tassa, Habitante das Profundezas  foram acrescentadas como alvos de valor para diferentes circunstâncias. O encantamento branco serve como uma resposta geral para permanentes problemáticas, como Regissauro Putrefato e Korvold, Rei Maldito pelas Fadinas, enquanto que a Tassa, Habitante das Profundezas  é uma ameaça a ser buscado que sinergiza bem com os cavaleiros dando "pseudo- vigilância" e a possibilidade de explorar os triggers novamente.

 

Estilhacar o Ceu  chega para tomar o lugar de Limpeza Temporal, e embora não sinergize "salvando" suas próprias criaturas, a diferença de 4 para 5 manas em um turno crítico (e também do custo mais ameno de 2WW ao invés de 2UWW em um deck de três cores que conta com montanhas básicas) pode ser a diferença entre a vida e a morte. Além disso, no caso de ter qualquer um dos bichões na mesa, o Fires ainda se beneficia da compra para repor a criatura perdida.

 

Mono Black Devotion
7401 visualizações
16/01/2020
R$ 270,48
R$ 502,40
R$ 1.129,53
7401 visualizações
16/01/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (30)
4  Cavaleiro da Legião de Ébano 9,75
4  Familiar do Caldeirão 0,25
4  Espreitador Pantaneiro de Yarok  0,47
2  Tymaret, Escolhido pela Morte  0,35
4  Ayara, Primeira de Locthwain   4,90
4  Ginete Homicida // Fim Célere   14,54
4  Pastor de Pesadelos   7,43
4  Mercador Cinzento de Asfódelos   0,90
Artefatos (6)
4  Forno da Bruxa 0,45
2  Cidadela de Nicol Bolas    10,50
Terrenos (24)
4  Castelo de Locthwain11,61
20  Pântano0,00
60 cards total

Sideboard (14)
3  Garras Nóxias  2,75
1  Intervenção de Érebo  1,35
3  Remorso Agonizante  0,63
2  Érebo, Coração Sombrio  12,88
1  Comer até a Extinção  1,85
2  Ritual da Fuligem   2,49
2  Garota-massacre   1,75

 

Durante o Acesso Antecipado, cheguei a testar algumas listas de Mono Black Devotion mais voltadas para o Midrange, com Remorso Agonizante e Ritual da Fuligem no deck principal, e algumas mais voltadas para o Aggro, com Rankle, Mestre das Pecas e Prole do Pandemonio, mas no final das contas a lista que mais parecia fazer sentido seria uma como a acima, totalmente focada na temática dos custos pretos e potencializando um dos melhores cards na mecânica da história: Mercador Cinzento de Asfodelos, estrela do Mono Black durante sua era Standard e do Pauper.


Tymaret, Escolhido pela Morte e Pastor de Pesadelos ajudam na massa crítica necessária para atingir uma boa devoção enquanto são cartas perfeitamente jogáveis e poderosas, que exigem resposta do adversário ou vão gerando valor incremental no decorrer dos turnos. Inclusive, o Pastor de Pesadelos possui uma poderosa sinergia com o Mercador Cinzento de Asfodelos, fazendo seu efeito novamente ao sacrificá-lo para a habilidade da Ayara, Primeira de Locthwain ou do Forno da Bruxa.


Além do "plano A" de drenar muita vida com devoção, o deck possui cartas de Magic genericamente boas que não requerem nenhuma sinergia para serem funcionais, casos de Cavaleiro da Legiao de Ebano, Ginete Homicida // Fim Celere e Pastor de Pesadelos, e conta também com o "combo" de Forno+Gato para infernizar os adversários, principalmente quando combinados com a Ayara, Primeira de Locthwain.

 

Esper Hero
7233 visualizações
16/01/2020
R$ 1.269,48
R$ 1.855,85
R$ 2.958,92
7233 visualizações
16/01/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (11)
4  Heroína do Primeiro Distrito  1,77
1  Ginete Homicida // Fim Célere   14,54
3  Átris, Oráculo de Meias-verdades   0,93
2  Magiguarda de Elite   0,18
1  Arrasta-sonhos     8,90
Planeswalkers (9)
1  Kaya, Usurpadora Ozhov   14,50
4  Teferi, Manipulador do Tempo   125,00
4  Ashiok, Inspiração do Pesadelo   25,99
Mágicas (12)
1  Descentelhar  0,70
4  Dissolução do Pensamento  1,80
3  Escárnio do Tirano  0,49
1  Veto de Dovin  2,70
3  Mortificar   0,43
Encantamentos (3)
3  Juramento de Kaya   2,45
Terrenos (25)
4  Fonte Santificada31,39
2  Ilha0,00
2  Pântano0,00
3  Passagem Fabulosa39,69
2  Planície0,00
4  Sacrário Ateísta27,61
4  Túmulo Aquático44,96
2  Templo da Iluminação4,75
2  Templo do Engano3,90
60 cards total

Sideboard (15)
1  Descentelhar  0,70
2  Garras Nóxias  2,75
2  Remorso Agonizante  0,63
3  Veto de Dovin  2,70
2  Cunoro, Sabujo de Atreos   2,47
1  Kaya, Usurpadora Ozhov   14,50
1  Átris, Oráculo de Meias-verdades   0,93
1  Elspeth Derrota a Morte   6,50
2  Limpeza Temporal    1,00

 

Chegamos, finalmente, ao cream de la cream, a mais grata surpresa para os saudosistas e o maior objeto de desprezo para os odiadores. Ashiok, Inspiracao do Pesadelo é a peça que faltava para fazer o Esper grandioso novamente desde a rotação de Teferi, Heroi de Dominaria. Mas não se engane pensando que o novo Planeswalker de Theros é uma "versão mais fraca" daquele que dominou o Standard pelos dois anos em que foi presente - Ashiok joga de maneira bem diferente, sendo superior em alguns aspectos e inferior em outras.


Quem acompanhou meu artigo de semana passada sabe bem um dos pontos em que o Ashiok, Inspiracao do Pesadelo ganha do Teferi, Heroi de Dominaria - Card Advantage na mesa é o principal. O exército de Pesadelos 2/3 rapidamente amontoa a zona de combate pelo chão, forçando trocas ruins de um oponente desesperado para removê-lo no combate enquanto lentamente caminha para seu ultimate, que quase sempre vai ganhar o jogo através de uma vantagem imediata de recursos e valor na mesa. Em termos de imediatismo, o Ashiok é até superior ao Teferi, tornando-se uma peça muito mais valiosa ao enfrentar baralhos agressivos, por exemplo.


O ponto forte do Teferi é na vantagem de cartas "bruta", aquela mais clássica, aumentando a quantidade de cartas na mão e acessando o deck através de respostas para fechar as janelas de resposta do oponente o mais cedo possível, além da vantagem na mana para os baralhos repletos de jogadas em velocidade instantânea - tornando-o mais fácil de ser protegido contra as remoções do adversário, com um padrão de jogada que com frequência envolvia-o no turno 5 contra um adversário com os terrenos todos virados, e então desvirar duas para um Negar ou Veto de Dovin de backup.


No -3, o Ashiok também não deixa a desejar, ajudando a resolver qualquer tipo de problema na mesa enquanto nega um recurso do oponente. Caso o oponente não tenha cartas na mão, ou em combinação com Dissolucao do Pensamento, é possível se livrar permanentemente da ameaça, coisa que o Teferi não era capaz, produzindo apenas uma resposta temporária enquanto o controlador cava por uma resposta no próprio deck. Por outro lado, colocar na terceira do grimório dava mais tempo para tal, fazendo com que dadas as circunstâncias o Ashiok, Inspiracao do Pesadelo consiga atrasar o problema por somente um turno. É relevante pontuarmos também que depois de usar o -3, o Planeswalker Dimir fica com 2 marcadores, logo se protegendo melhor de um ataque de uma ficha 1/1 ou gato, enquanto que o Teferi, Heroi de Dominaria estaria condenado para qualquer atacante do outro lado.


Em relação aos Ultimates, o Ashiok, Inspiracao do Pesadelo necessita de um marcador a menos, e embora não sacramente a vitória como a habilidade de exilar tudo do Teferi, poder usufruir dos recursos do oponente na hora acaba sendo mais vantajoso em situações complicadas, quando o Teferi, Heroi de Dominaria sem exilar nada (ou no máximo exilando uma permanente) talvez não conseguisse salvar.


O veredito: enquanto possui menos "fator inevitabilidade" por não comprar cartas de forma direta, o Ashiok, Inspiracao do Pesadelo é muito mais imediato e impactante na mesa do que o Teferi, Heroi de Dominaria pelas criaturas incômodas que forram a mesa, suas duas habilidades que sinergizam com o próprio Ultimate e a capacidade de executá-lo um turno mais cedo (ou no mesmo turno, mas ficando na mesa com 1 marcador), dando menos tempo para o oponente encontrar uma resposta para removê-lo. Em termos de contexto, o Ashiok, Inspiracao do Pesadelo escapa de Garras Noxias, que pode ser trazida para responder a Heroina do Primeiro Distrito e sinergiza bem com outros cards, como Descentelhar, Kaya, Assistente de Detenções e Remorso Agonizante.


Basicamente, Ashiok, Inspiracao do Pesadelo é o "camisa 10" que faltava para a combinação Esper, podendo ser encaixado tanto em uma versão mais Control, com Ira de Kaya e Absorver, como na lista acima de Esper Hero - que aposto as fichas alto devido a outro card que se encaixa perfeitamente na estratégia: Atris, Oraculo de Meias-verdades.


A legendária criatura Dimir é a versão turbinada de outras criaturas de valor recentemente utilizadas em midranges, como Magiguarda de Elite e Gonti, Senhor da Opulencia. Possui um corpo 3/2 ameaçar perfeito para ameaçar Planeswalker incomôdos como Teferi, Heroi de Dominaria, Narset, Rasgadora de Veus e até mesmo Nissa, Abaladora do Mundo quando combinado de um Juramento de Kaya, e sua habilidade sempre vai gerar uma vantagem de cartas que pode variar desde leve até ser simplesmente a jogada que ganha o jogo dependendo de como o "jogo mental" de montar as pilhas vai acontecer entre você e o oponente.


Outro card interessante para a combinação é o Cunoro, Sabujo de Atreos, que pode funcionar como um excelente hate para Familiar do Caldeirao e mesmo outras estratégias que possuam cartas com Escapatória, além de possuir status razoáveis para segurar estratégias mais agressivas graças a combinação poderosa de habilidades: Vigilância, Vínculo com a Vida e Ameaçar.


-


Alguns outros baralhos também chamaram a atenção durante o Acesso Antecipado e nos primeiros dias de Standard, embora talvez ainda falte algum "encaixe" para que sejam competitivos a um nível mais alto. Selesnya Constellation existe, agora o quão dependente o baralho quer ser de Campea Setessana + Auras no estilo "proteja a Rainha" ou se mais generalista e com cartas mais individualmente poderosas como Arconte da Graca do Sol, Arasta da Teia Infinita e Calix, a Mao do Destino  ainda é uma questão a ser respondida.


Diferentes cores e combinações de cores de Devoção também representam potencial, com os Deuses mostrando a que vieram - Tassa, Habitante das Profundezas  e a base com Oraculo de Tassa e Calafe, Amada do Mar, Amada do Mar bem como Heliod, God of the Sun junto principalmente de Linden, a Rainha Resoluta e um exército de pequenas criaturas pareceram sinergias promissoras, e que devem ser respeitadas pelos demais que estiverem interessados em largar na frente durante os primeiros dias de Theros no formato.


E quanto a vocês, leitores, quais foram as suas primeiras impressões de Theros? Acreditam que a edição vai ser forte o suficiente para de fato sacudir o Standard? Em quais cards e decks apostariam suas fichas num primeiro momento? Alguma outra surpresa ou card poderoso que talvez tenha escapado do radar? Deixem suas opiniões nos comentários!


Abraços e até a próxima!

Cards Store - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Epic Game - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Cards of Paradise - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Matheus Akio Yanagiura ( sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, começou a jogar em 2003, em Flagelo. Está sempre na vida do grind dos torneios, com destaque para o título do CLM 10 Modern, o maior realizado até então, e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018. É um entusiasta do Magic competitivo e totalmente dedicado à produção de conteúdo referente ao jogo, publicando artigos periodicamente desde 2012, colaborando para o Blog da LigaMagic desde 2015 e atualmente produz vídeos em seu canal no YouTube Sandoiche's Grind e streama ao vivo regularmente na Twitch.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 21/01/2020 17:02
Delicia de artigo cara
(Quote)
- 21/01/2020 10:31
Excelente artigo, Matheus!
(Quote)
- 20/01/2020 16:00
Os decks que tem "A fera apaixonada" está dando erro ao exportar para o Arena. Ela está com o nome do bicho e da mágica junto na lista.
(Quote)
- 20/01/2020 13:58

Uma carta só é banida quando ela quebra o meta. Não é o caso da Nissa.

Acredito que veremos menos Jund e bem mais Black Devotions.

(Quote)
- 20/01/2020 13:15
Eu acho que Nissa, Who Shakes the World deveria ser banida. A força dos simic's vem sempre da combinação do ramp para ela. Sei que existem outras ameaças no deck, porém ela pode ser considera o looting do standard atual. A maior parte das estratégias power creep tem ela como uma das cartas principais do deck. Concordo que Oko e Once Upon a Time devem continuar banidos, porém, se banirem nissa talvez veil of summer podera ser desbanido, pois eu acredito que ele ajuda diversas estrategias não necessariamente power creep, como o Temur Reclamation. Enfim, acho que o maior causador de bans no standard é a nissa, mesmo que indiretamente, e agora com Uro para dar suporte talvez vejamos ela banida.
Últimos artigos de Matheus Akio Yanagiura
As Novidades no Standard Pré-Ikoria
Ikoria está se aproximando, porém o grind Standard nunca pára, e novidades no metagame seguem aparecendo com a enxurrada de torneios online!
6.271 views
As Novidades no Standard Pré-Ikoria
Ikoria está se aproximando, porém o grind Standard nunca pára, e novidades no metagame seguem aparecendo com a enxurrada de torneios online!
6.271 views
Há 3 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
A Força dos Midramps
Ramp e Midrange são dois dos principais arquétipos do Magic, com suas próprias forças e fraquezas. Entretanto, no atual Standard de Theros, eles se combinaram em um só es..
4.552 views
A Força dos Midramps
Ramp e Midrange são dois dos principais arquétipos do Magic, com suas próprias forças e fraquezas. Entretanto, no atual Standard de Theros, eles se combinaram em um só es..
4.552 views
Há 10 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
O Caminho do Grind no MTG Arena
Draft ou Boosters na Loja? Ranqueada ou Evento Construído? Como farmar decks e coleções na plataforma
3.968 views
O Caminho do Grind no MTG Arena
Draft ou Boosters na Loja? Ranqueada ou Evento Construído? Como farmar decks e coleções na plataforma
3.968 views
Há 18 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Depois do Era Uma Vez...
De olho no que levou o martelo, em quem escapou, e o que acontece depois do Era Uma Vez!
5.824 views
Depois do Era Uma Vez...
De olho no que levou o martelo, em quem escapou, e o que acontece depois do Era Uma Vez!
5.824 views
Há 25 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Vantagem de Mana e Fator Tempo
""Vida" e "Cartas" são dois dos conceitos do jogo mais facilmente compreendidos pelos jogadores que começam a desbravar o universo da teoria estratégica do Magic competitiv..
5.430 views
Vantagem de Mana e Fator Tempo
""Vida" e "Cartas" são dois dos conceitos do jogo mais facilmente compreendidos pelos jogadores que começam a desbravar o universo da teoria estratégica do Magic competitiv..
5.430 views
09/03/2020 10:05 — Por Matheus Akio Yanagiura