Load or Cast
Então tá, vamos falar de bans
O que pode mudar no Standard e como pode ser feito
25/09/2020 10:05 - 13.186 visualizações - 60 comentários
Load or Cast

Uma das primeiras vezes que escrevi sobre Magic foi sobre os banimentos de Jace, o Escultor de Mentes e Mistico Litoforjador no Standard, na época eu comentei que era algo raro e que a última vez havia sido durante o auge do Affinity no Standard, com terrenos artefatos e algumas mágicas sendo banidos, em um momento raro e bizarro do formato. Fazem nove anos desde esse momento e o Magic como jogo mudou muito de lá para cá, não só tivemos mais bans em diversos formatos, como entramos com tudo em uma Era digital onde o que acontece no Magic Arena é extremamente importante, tempos de pandemia, novos nortes.

 

Renascer de Zendikar ainda cheira a novo, mas já teve sua primeira semana de jogos online, de fato, com Acesso Antecipado e vários streamers, vimos uma quantidade gigante de partidas com a nova coleção, e tudo isso antes de as lojas entregarem suas pré-vendas. E também já temos alguns burburinhos sobre o quão forte algumas interações seriam, o que só aumentou após a conta oficial da Wizards of the Coast no Twitter lançar o seguinte tweet:

 

 

“Estamos monitorando de perto os desenvolvimentos no Standard. Para evitar a interrupção dos torneios deste fim de semana, pretendemos fornecer uma atualização sobre o formato no início da próxima semana.” - Em tradução livre.

 

Uma “atualização sobre o formato” significa, em linguagem direta, banimentos ou desbanimentos. No momento, temos no conjunto “cartas válidas, mas banidas” no Standard, Familiar do Caldeirao, Fogos da Invencao, Oko, Ladrao de Coroas e Era Uma Vez. Eu não espero que nenhuma dessas cartas volte a ser válida porque:

 

Familiar do Caldeirao foi banida por deixar os jogos longos e desgastantes, além das questões dos triggers, e nada disso mudou;


Fogos da Invencao é uma carta que consegue dobrar sua mana, e em casos como o do Yorion, Nomade Celeste, triplicar essa mana, seria um erro ele voltar para fazer esse tipo de interação novamente, mesmo sem Agente da Traicao. Lembrando que o encantamento também “burla” a regra dos Companions, te permitindo trazer via 3 manas e depois fazer de graça a criatura;


Oko, Ladrao de Coroas é um dos planeswalkers mais fortes já feito e força o metagame para si;


Era Uma Vez é uma mágica de graça em diversas situações e esse tipo de jogo permite tempo, card advantage e card quality em qualidades acima das esperadas no Standard.

 

Então basicamente estamos falando de banimentos, e quando o assunto é banimentos e o Standard, temos dois belos elefantes brincando na sala e destruindo todos os móveis.

 

Uro não devia existir

 

Uro, Tita da Ira da Natureza é um dos grandes erros do design moderno do Magic. É muita inocência achar que não e uma maior ainda achar que seu estilo de jogo é saudável. Uro Pille virou um arquétipo em todo formato que ele teve chance, quatro cópias da criatura e uma série de interações, pronto, será quase impossível você perder para um deck agressivo, Uro, Tita da Ira da Natureza será praticamente um Cruzeiro do Tesouro, onde você consegue conjurar sua fonte de card advantage como prêmio por ter feitos várias trocas com o oponente. Em alguns casos, Reconquista da Natureza entra para que, além do fator cad advantage, o Uro Pille ainda tenha tempo advantage, dobrando sua mana, suas interações e assim seu poder. 

 

É curioso pensar que Gargarote Anciao permite um jogo parecido com o do Uro Pille, assim como Arrasta-sonhos e quaisquer outras que te permitam grindar o oponente, mas nosso amigo Simic tem a vantagem de poder voltar do cemitério, se alimentando do grind, ou seja, ele é perfeito para vencer um jogo longo. 

 

No Standard, Uro, Tita da Ira da Natureza teve um longo reinado ao lado de Krasis Hidroide e Nissa, Abaladora do Mundo, longo o suficiente para nos fazer pensar por que esse card ainda é válido no principal formato do Magic. O que pode nos responder são os bans de Ponte das Profundezas e Mox de Opala, cartas que pagaram pelo o que cartas novas, Hogaak, Necropole Erguida e Urza, Grao-lorde Artifice, podiam fazer. Eu não vejo a empresa lançando cartas para serem banidas depois, mas sim forçando mudanças em todos os formatos a partir de um aumento de power level, o que obviamente tira o equilíbrio do jogo e termina em bans. E bans não afetam as prateleiras, porque se existe uma experiência ruim, é abrir um booster que tenha algo banido. Uro, Tita da Ira da Natureza não é a linha de frente das vendas mais, o que enfim, o coloca no alvo de uma banlist.  


 
 

O trio mais recente do Uro é com Cobra de Lotus e Omnath, Locus da Criacao, sendo que aqui ele é aproveitado principalmente pelo terreno extra que permite landfall, mas também contribui como linha de jogo alternativo quando o oponente está interagindo muito, tática usada por alguns controles para vencer o 4C Landfall. 

 

Nesse ponto, podemos apontar que não apenas o Uro, Tita da Ira da Natureza, mas também Cobra de Lotus e Omnath, Locus da Criacao poderiam ser banidas, já que ambas as cartas conseguem gerar mana virtual e assim tempo advantage. Primeira coisa, como já foi demonstrado, bans em cartas nas prateleiras (e essas duas mal chegaram) é algo que a Wizards vem evitando, outro ponto é que estamos falando de cartas de fácil interação e que pedem cenários específicos para usarem todo o seu poder, caso de Ultimato da Genese
 

Enquanto Uro é resiliente e cria sua vantagem em boa parte dos cenários, Cobra e Omnath são facilmente respondidos e não geram vantagem sempre. Sem ramps ou Passagem Fabulosa o Omnath, Locus da Criacao faz uma função de Rinoceronte de Cerco, uma carta que sinceramente é muito balanceada, ele pode criar situações de explosão de mana, mas normalmente quando o oponente não interage. É preciso criar mais cenários para essas duas cartas para melhor analisá las e o metagame está longe de estar desenvolvido, tivemos uma primeira semana onde todos tentaram fazer o seu melhor jogo ignorando o oponente, daí um deck ramp ser tão bom, e agora, que temos ameaças mais definidas, começam a aparecer as respostas para evitar o jogo do oponente, criando assim, um ambiente. Ainda faltam opções agressivas, que apertam os decks ramps contra a parede, mas essas parecem ser as mais difíceis atualmente. 

 

Toda essa discussão sobre banir cartas recém lançadas nos levam ao segundo elefante pulando no meio da sala.

 

Por que AGORA?

 

Mais importante do que “o quê será banido” é entender a razão para esse anúncio agora. Claro que podemos ser simplórios e pensar que após a primeira semana ficou claro que algo precisa mudar e teremos o famoso anúncio de emergência. Eu acho simplório porque parte do pressuposto de que a Wizards não sabe os efeitos das cartas que faz, o que me parece um contrasenso em uma empresa que basicamente só faz cartas a 27 anos. As novas mágicas modais com terrenos são um design simples e inteligente contra os “não-jogos” de Magic, é estranho pensar que o mesmo grupo que achou essa saída não sabe o efeito de uma carta no Standard. 

 

Outra teoria seria baseada no fato de que sim, Uro, Tita da Ira da Natureza, já estava no alvo e era previsto que ele seria banido em algum momento após rotação, apenas esperando a melhor janela. Por fim, uma terceira linha é de que o ban já era previsto, mas além de Uro, outra carta, como o Ultimato da Geneseestaria pronta para sair, fazendo assim quase um plano de múltiplas rotações, prevendo inclusive mais mudanças até o fim do ano. 

 

De qualquer maneira é importante observar que mais anúncios de ban e mudanças são um reflexo de um jogo mais baseado no online, que pede novidades em um ritmo maior do que o IRL, gerando sempre a pergunta se a Wotc manterá esse ritmo após o mundo se normalizar, ou se irá reduzir, voltando à um ritmo que o mercado secundário acompanha, mas que “irrita” a dinâmica do online. 

 

O que esperar do dia 28/09

 

Minha tese principal é que finalmente Uro, Tita da Ira da Natureza será banido, ele precisava sair faz tempo e agora surgiu uma ótima janela, também acredito que cartas novas não são banidas nessa velocidade, mas se a Wotc quiser fazer as vezes de Pilatos, pode jogar o Ultimato da Genese aos leões e acalmar quem pede novidades. 

 

Importante também ressaltar que um ban no Uro agora abre precedente para uma caça à ele em todos os formatos. Também acho legal ressaltar que um Standard melhor se faz com mais decks agressivos, pressionando aqueles que querem “go big or go home”, justamente o que está acontecendo nesse Standard. 

 

Até mais, menos se você for o Uro.

 

Ruda

Rudá Andrade dos Reis ( Ruda)
Aficionado por decks azuis agressivos, mas que não dispensa um bom Siege Rhino nas horas vagas, está no Magic desde 2003, em Flagelo.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 29/09/2020 05:58

Pior que o Uro é tão roubado que até o side ETB contra ele, acaba deixando ele mais forte hahahah pq ele fica em campo e batendo ali fazendo o efeito dele

(Quote)
- 28/09/2020 10:41

Mais fácil pensar numa aura q remove a magica do stack, aí o cara joga qnd destruir o encantamento. o problema é q essa habilidade está no azul tb...

(Quote)
- 28/09/2020 10:29
Sobre a questão dos removals que um pessoal comentou aí, eu sou totalmente de acordo. Porém, acho que eles precisam mudar um punhado de coisas pra isso funcionar, porque hoje, praticamente todas as threats relevantes geram value ou fazem estrago imediato ao entrar em campo, e isso torna praticamente qualquer answer que não seja algum tipo de counterspell, ineficiente. E mesmo assim, nem sempre funciona, como no caso da Hydroid Krasis, por exemplo.

"Bichos removal" são uma forma relativamente boa de fazer isso funcionar. Um bicho que ao entrar remove alguma coisa, te dá alguma vantagem pra tentar remar de volta a vantagem que o oponente obteve ao jogar a threat dele. Ravenous Chupacabra, Flametongue Kavu, são boas opções.

Também acho que eles precisam criar algum tipo de counterspell nerfado para outra(s) cor(es), porque senão, só o azul consegue responder as threats 1 pra 1. Eu pensaria em algum tipo de "counter" branco nerfado em relação aos azuis. Tipo...

1WW - Prisão de Luz (sei lá... algo assim)

Encantamento

Flash

Quando Prisão de Luz entra no campo de batalha, exila todas as habilidades.

Quando Prisão de Luz entra no campo de batalha, exila a criatura ou planeswalker alvo até que Prisão de Luz deixe o campo de batalha.
(Quote)
- 28/09/2020 09:27

Já existiu: From the Vault: Exiled

(Quote)
- 28/09/2020 08:37

Fiz minha seleção pro próximo From the Vault F.I.R.E.
15 cartinhas show de bola:
Oko, Ladrão de Coroas
Once Upon a Tine
Véu do Verão
Field of the Dead
Underworld Breach
Hogaak, a Necrópole Erguida
Astrolábio de Arcum
Wren and Six
Lurrus of the Dream Den
Lutri the Spellchaser
Gyruda, Ruína das Profundezas
Narset, Rasgadora de Véus
Forja Mística
Santuário Místico
FAMILIAR DO CALDEIRÃO kkkkkk

Últimos artigos de Rudá Andrade dos Reis
Fogo Punidor e o Modern
Análise do Fogo Punidor como opção para sair da lista de cartas banidas do formato.
4.920 views
Fogo Punidor e o Modern
Análise do Fogo Punidor como opção para sair da lista de cartas banidas do formato.
4.920 views
Há 1 dia — Por Rudá Andrade dos Reis
A volta do Green Food
Preparando o Green Food para o Standard
5.166 views
A volta do Green Food
Preparando o Green Food para o Standard
5.166 views
Há 15 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Ops, meu deck foi pro chão
All Spells no Pioneer
7.252 views
Ops, meu deck foi pro chão
All Spells no Pioneer
7.252 views
Há 29 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Decks de FNM
Estrategias fora do mainstream para o Standard
8.466 views
Decks de FNM
Estrategias fora do mainstream para o Standard
8.466 views
14/10/2020 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis
4.563 views