Load or Cast
Mitos sobre Produção de Conteúdo
Uma reflexão sobre minha curta e recente introdução ao mundo da produção de conteúdo.
16/07/2021 10:05 - 3.561 visualizações - 24 comentários
Load or Cast

Saudações planinautas, o artigo de hoje é dedicado a você, que pensa em começar a produção de conteúdo para o Magic, porém ainda continua um pouco reticente. Quando pensei na criação deste artigo, pensei em algo do tipo “cinco mitos sobre a produção de conteúdo”, mas infelizmente não achei muita coisa por aí. Gostaria de dizer que fiz uma pesquisa minuciosa, mas estaria mentindo. O que vocês lerão aqui é mais uma reflexão sobre minha curta e recente introdução ao mundo da produção de conteúdo. Nada aqui é absoluto! Porque as fontes, bem, são as vozes da minha cabeça mesmo, todavia, acredito que poderei ajudar alguns de vocês compartilhando a pouco experiência desses 8 meses de canal.


Então, let’s rock!
 

Como eu já venho comentando em diversos artigos anteriores, hoje o universo de Magic não é apenas voltado para o jogador, mas a produção de conteúdo envolve diversos nichos. Desde canais no Youtube ou quem realiza Lives ou até mesmo, quem trabalha com edição de vídeos. Geralmente, o que nos motiva a iniciar a produção de conteúdo são duas coisas:


Primeira: você acompanha algum criador de conteúdo e deseja fazer o mesmo que ele. Isso se encaixa num antigo ditado que diz: macaco vê, macaco faz. Somos impelidos pelo exemplo dos outros; olhamos e queremos fazer; quando você vê aquela pessoa jogando Arena ou discursando algum assunto em seu canal, pensamos que poderíamos fazer o mesmo. 


Segunda: você tem conhecimento sobre determinado assunto e pensa em compartilhá-lo com a comunidade de Magic. Acredito que esse segundo tópico seja o que mais impulsiona alguém a criar coragem e expor a cara para o mundo; você tem conhecimento sobre estratégias, jogadas, deck tech, Lore ou análises de coleções... enfim, qualquer que seja sua expertise, você sente aquela vontade, que às vezes te consome, de compartilhar isso com os demais.


Seja qual for sua motivação, logo após você pensar em fazer algo, se imaginar falando e/ou jogando Magic ao vivo, recebendo Press Kit da Wizard, fazendo collabs com outros produtores sua euforia chega ao ápice. Mas logo após esses minutos de empolgação, começamos a nos sabotar. A janela fecha e a mente trabalha contra.


E aí chegamos aos mitos sobre iniciar a produção de conteúdo.

 

SEM EQUIPAMENTO CARO EU NÃO CONSIGO!

 

 


Acredito que esse seja um dos mitos que mais assombra o aspirante à produção de conteúdo. Quando ele vai pesquisar valores de câmeras, microfones e etc., e ao perceber que existem coisas caras, ele desanima. Você para, olha seu celular meio capenga e lentamente o sonho de se tornar um streamer desvanece. Admito que isso me assombrou nos primeiros meses, mas o fato de darmos tamanha importância aos equipamentos é porque iniciamos errado.


Nossa mente começa a criar parâmetros irreais, frutos de nossos delírios e, automaticamente, você pensa na criação de conteúdo se comparado com um canal como o do Elba, por exemplo. Você olha o cenário dele, iluminação, ring light, luminária, luz de fundo, luz de teto, led e tudo que existe de mais sofisticado e se impressiona demais. Nem todo mundo começa assim e na real, nem precisa. Talvez o que você tenha em mãos seja apenas seu celular e um tripé. Ótimo. Comece mesmo assim! Se você tiver condições de comprar um material de melhor qualidade, melhor ainda. O importante é o primeiro passo e nesse quesito, você não deve deixar-se intimidar por não ter os melhores recursos agora.


Um passo de cada vez. 


Com o tempo as coisas vão melhorando e você poderá começar a trocar suas ferramentas e aprimorar seu conteúdo.

 

SE EU NÃO FOR UM JOGADOR(A) PRÓ NINGUÉM VAI ME SEGUIR

 

 

Talvez você não seja um Sanduíche da vida, nem um PV, mas você sabe jogar; tem suas habilidades pilotando diversos decks em diversos formatos e precisa acreditar nelas. É óbvio que se você já possui certo renome, fama ou está agregando uma galera que acompanha seu progresso em partidas oficiais e campeonatos, isso será um excelente fator ao seu favor. O que você não pode pensar é que, somente se você for conhecido, as pessoas vão querer assistir suas Lives ou ver seus gameplays.


Não existe jogador infalível e todos aprendem com os erros. Aprenda com os seus, estude, se aprimore e ganhe o coração do público para que quem for te assistir, tenha prazer em te ver jogando. Erre durante a Live, cometa seus misplays durante suas partidas de commander e deixe que vejam que você erra também. Mostre que as partidas gravadas são espontâneas, sem armação para favorecer Y ou X. Acredite, sempre existe a turma do “ah deixaram fulano ganhar”, e quando você vai ao ar, estará sujeito a todo tipo de crítica e comentário maldoso desnecessário. 


Esteja pronto para eles e continue com o trabalho.

 

NÃO SOU BONITO(A) O BASTANTE

 

 

Por experiência própria, eu falo que isso é o maior terror para aqueles que não trabalham sua autoestima. Temos o péssimo hábito de se autodestruir achando que todo o resto do mundo é melhor do que nós. Olhamos os criadores de conteúdos e os achamos lindos e todos maravilhosos, sem saber que, provavelmente, muitos deles também tiveram esse temor ao se deparar com as câmeras. Acreditamos que para aparecer na internet precisamos de um belo corpo, cabelo, rosto e etc., e isso é uma falácia. 


Usarei a mim mesmo como exemplo.


Desde adolescência sempre tive a alcunha de ser chamado de pato rouco. Sempre tive uma voz meio estranha que era motivo do mais alto bullying que você possa imaginar. Cresci com complexo de inferioridade em relação a ela. Odiava ouvir minha própria voz! Mas graças ao Tempo, evoluímos e aprendemos a conviver com nossas próprias limitações e qualidades. Superei tudo isso e hoje, quem diria, faço trabalhos narrativos em meu canal. Uso minha voz, mesmo não sendo a melhor, mas ainda assim a transformei numa ferramenta para realizar o que gosto: falar de Lore de Magic.


É difícil? Óbvio. Os fantasmas ainda assombram às vezes, tanto que eu sempre evito ao máximo enviar audios pelo WhatsApp. Aquele pensamento de que “nossa, minha voz é péssima”, sempre vai e volta. Você não precisa ter a melhor voz ou aparência para começar suas Lives ou iniciar um canal. Se você tiver alguma delas ou as duas, isso será sensacional e pode te ajudar, mas isso nada adianta se você ainda não souber criar um conteúdo de qualidade e apresentar um bom trabalho para seu público.

 

SEM MEUS PEITOS EU NÃO CONSIGO!

 

 


Deixei esse tópico por último porque esse é totalmente voltado aos homens. Recentemente, durante um debate num grupo, uma pessoa – que também produz conteúdo de Magic – comentava sobre uma streamer ter recebido um Press Ki. Para quem não sabe, esses são os kits que empresas enviam para influenciadores divulgarem suas marcas. Nenhuma empresa - repito em caps lock - NENHUMA empresa deve satisfações sobre quem ganha ou porque ganha.

 
E isso inclui a Wizard of the Cost. 


Acontece que aparentemente, o rapaz estava um pouco indignado porque a streamer possuía um canal pequeno no Youtube e em determinado momento, ele disse: o mérito dela é ser bonita.


Detalhe: tudo isso aconteceu lá fora, streamer americana, Wizard dos Estados Unidos.


Gente, por favor, se você pensa em entrar no ramo da produção de conteúdo e acredita que mulheres que jogam Magic só estão lá porque são bonitas, faça-nos um favor: não comece! Ou melhor, mude sua mentalidade antes de tentar seguir o ramo. Tudo o que a comunidade menos precisa é de gente exalando esse tipo de comentário e toxicidade para seu público.


Eu poderia escrever outro artigo somente para explicar os motivos do comentário do indivíduo serem ruins, mas quero acreditar que existe bom senso ainda entre nós. Quando você piamente acredita que aquela garota só têm views, sucesso e seguidores porque simplesmente é mulher e tem peitos, você joga na lama tudo o que ela é e faz. Todo o trabalho árduo, estudo, treino, caráter e empenho que ela se dedica para entregar um conteúdo de altíssimo nível são reduzidos a isso: mérito pela beleza.


Não seja babaca. 


Mude sua mentalidade e aprenda a respeitar o trabalho das pessoas. Isso é o mínimo que é exigido de alguém que pretende trabalhar como influenciador, afinal, como o termo já diz, você estará lá para influenciar pessoas. Negativamente ou positivamente, é você e suas atitudes que determinarão isso.


Bem, meus caros, é isso. Espero que tenham gostado e caso tenham outros tópicos para acrescentar, deixem nos comentários que debateremos sobre isso.


Forte abraço.

Leandro Dantes ( Arconte)
Leandro conheceu o Magic em 1998 e, desde então, se apaixonou pelo Lore do jogo. Após retornar a jogar em 2008, se interessou por lendas, o que resultou por despertar a paixão pela escrita. Sempre foi mais colecionador do que jogador e sua graduação em Pedagogia pela Ufscar cooperou para que ele aprimorasse e desenvolvesse um estilo próprio. Autor de alguns contos, todos relacionados ao Magic, já traduziu o livro de Invasão e criou sua própria saga com seu personagem, conhecido como Arconte.
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 20/07/2021 15:50
A parte dos peitos ficou mal explicada. Até a parte que a Wizards não deve satisfação a ninguém no envio dos press kits, ok, está correto. O problema é a argumentação rasa e que foge para o lugar comum do que alguém acha sobre o que a comunidade precisa ou não e bem, ficam alguns pontos soltos, como por exemplo o que seria um conteúdo de altíssima qualidade, na tua opinião?

Como alguém citou aqui em baixo, a maioria das pessoas não tem conteúdo e acham que qualquer coisa é conteúdo de qualidade. Não sei do que rolou na treta la do grupo, mas seria minimamente coerente expor toda a treta do que apenas uma frase solta e quem anda um pouquinho pela internet e em meios altamente masculinos sabe que beleza atrai views sim, não da pra ficar no fantástico mundo de Bob e achar que isso não existe e que há pessoas que se aproveitam disso sim, quer goste eu ou não.
(Quote)
- 20/07/2021 11:02
Como sempre artigo impecável Leandro! Siga fazendo o bom trabalho!
(Quote)
- 17/07/2021 16:21
Que negócio é esse de ficar usando minha Teysuda sem pagar cachê? Vou te pegar na rua hein seu combeiro safado.
Sucesso ae men e vê se aparece pra apanhar pros meus decks groselha.
(Quote)
- 17/07/2021 14:49

Sempre às ordens.

(Quote)
- 17/07/2021 14:36

Valeu Leandro, faz todo sentido. O importante é tentar e começar.

Últimos artigos de Leandro Dantes
A Queda de Minamo
O fim da Academia da Superfície da Água?
3.889 views
A Queda de Minamo
O fim da Academia da Superfície da Água?
3.889 views
30/07/2021 10:05 — Por Leandro Dantes
Toshiro Umezawa
Toshiro era o típico personagem que apenas pensava em si. Mas sua sina estava prestes a mudar no momento em que adentrou para o grupo de Uramon.
5.301 views
Toshiro Umezawa
Toshiro era o típico personagem que apenas pensava em si. Mas sua sina estava prestes a mudar no momento em que adentrou para o grupo de Uramon.
5.301 views
25/06/2021 10:05 — Por Leandro Dantes
Pequeno Guia de Proxy
Uma explicação de como funciona legalmente a ideia de proxies e alterações
6.153 views
Pequeno Guia de Proxy
Uma explicação de como funciona legalmente a ideia de proxies e alterações
6.153 views
03/06/2021 10:05 — Por Leandro Dantes
A Ousadia de Konda
"Mas suas boas intenções foram o início de um período de desgraça."
3.710 views
A Ousadia de Konda
"Mas suas boas intenções foram o início de um período de desgraça."
3.710 views
13/05/2021 10:05 — Por Leandro Dantes