Load or Cast
50 escamas mais duras
Continuação de "50 tons de escamas"
13/04/2022 10:05 - 5.289 visualizações - 8 comentários
Sleeves na Buró
Essa interação é a que mais causa confusão entre os jogadores, e eu esqueci de mencionar ela no artigo anterior, quando eu estava explicando como modular funciona :p
 
Aproveitando que o artigo de duas partes ainda não terminou, eu vou fingir que era tudo parte do meu plano bem elaborado e escrever agora sobre essa interação :)
 
O jogo de Magic tem uma coisa chamada ações baseadas em estado, são ações que o jogo faz quando algum estado de jogo possui condições específicas, bem intuitivo. A mais comum de todas é quando uma criatura tem uma quantidade de dano marcada nela que é maior que sua resistência, quando isso acontece, ela é destruída. Ao todo são 18 ações baseadas em estado (sem contar variantes de Magic), para nós, o que vai importar são essas duas:
 
 
704.5f Se uma criatura possui resistência 0 ou menos, ela é colocada no cemitério de seu dono. Regeneração não pode substituir esse evento.
 
 
704.5q Se uma permanente tem marcadores +1/+1 e marcadores -1/-1, então N marcadores +1/+1 e N marcadores -1/-1 são removidos da permanente, onde N é o menor entre o número de marcadores +1/+1 e marcadores -1/-1. (Simplificadamente, os marcadores se cancelam)
 
 
Além disso, existe essa regra:
 
 
704.8. Se uma ação baseada em estado causa uma permanente a deixar o campo de batalha ao mesmo tempo que outras ações baseadas em estado foram executadas, as informações conhecidas por último daquela permanente são derivadas do estado de jogo antes de quaisquer ações baseadas em estado forem executadas.
 
 
Traduzindo para o português, se uma criatura com modular possui um marcador +1/+1 e ela bloqueia uma criatura 1/1 com infect, depois do dano, mesmo que os marcadores se cancelaram, ela ainda pode passar um marcador +1/+1 para uma criatura artefato alvo. O que acontece é que, depois do dano, ela vai ter um marcador +1/+1 e um marcador -1/-1, o jogo checa e ela tem resistência 0 ou menos então ela é colocada no cemitério ao mesmo tempo que os marcadores são removidos. Pela regra 704.8, o jogo checa como essa permanente existia no campo de batalha antes das ações baseadas em estado serem executadas, e é isso que importa para a habilidade de modular, quantos marcadores ela tinha no momento que ela deixou o campo de batalha e a resposta é 1. Portanto, quando ela morre, ela pode passar um marcador +1/+1 para a criatura artefato alvo.
 
 
Voltando a nossa programação normal…
 
 
- Capítulo 2 - Adeus ao felino
 
 
 
O gato (Lurrus da Toca Onirica) foi banido, deixando o deck com uma ferramenta a menos. Antes o deck tinha um excelente potencial de late game pelo simples fato de poder fazer uma ameaça que precisava ser respondida (Lurrus) junto com alguma carta chave do deck como Arcbound Ravager, Walking Ballista ou Hangarback Walker. A parte mais difícil é que, ao contrário de outros arquétipos que conseguiram tirar algum proveito do banimento do Lurrus (Liliana of the Veil, Murktide Regent, Seasoned Pyromancer, Nettlecyst), o deck Hardened Scales já não possuía nada na curva 3 ou acima, então, na verdade, não existe muito que podemos adicionar ao main deck. O maior proveito que temos do banimento do gato é um slot de sideboard extra e a possibilidade de usar algo no sideboard como Karn, Scion of Urza, Gemrazer ou Leylines.
 
Ainda no território de coisas que deixam o jogador de Scales triste com a vida, quero falar um pouco sobre as matches mais difíceis para o Scales e sobre as cartas que mais causam problemas. No geral, Scales faz um excelente papel grind e consegue jogar um late game muito bem. As peças se encaixam perfeitamente para driblar remoção, cóleras e ganhar no combate. Além do mais, o deck consegue explodir com Arcbound Ravager e/ou The Ozolith, essa explosão acaba fazendo uma Walking Ballista matadora gigante, um exército de topteros nervosos ou uma Inkmoth batendo por 10 danos letais. O problema surge quando o nosso jogo grind não tem relevância alguma e quando não conseguimos uma abertura super rápida.
 
Se você pensou que o problema do Scales é contra decks de Combo, você pensou certo. É muito difícil jogar contra Indomitable Creativity, Amulet Titan, Glimpse of Tomorrow ou outros decks não interativos que conseguem ter uma abertura explosiva e ganhar de Scales. Sua melhor estratégia quando estiver enfrentando esses decks é esquecer o valor e tentar ir o mais all in possível. Não cometa o erro de encher seu sideboard de hate e também não cometa o erro de trazer seu sideboard inteiro contra essas partidas. Na verdade, quanto menos você usar seu side, melhor. A melhor estratégia nessas partidas é tentar ganhar e não tentar não perder. 
 
Bom, mesmo nas matches boas para o Scales, existem momentos ruins, e por momentos, na verdade eu quero dizer cartas. Existem algumas cartas no formato Modern que me aterrorizam bastante, eu vou falar sobre quais são elas e o porquê delas me aterrorizaram tanto, além disso, vou tentar falar como jogar em volta delas (quando possivel).
 
 
● Archmage’s Charm


 
O modo aterrorizante do Archmage's Charm é o de roubar uma permanente nossa, isso serve como uma remoção para Hardened Scales ou Animation Module, o que é okay, é uma troca justa de 1 para 1. O problema é quando Archmage's Charm rouba nosso Hangarback Walker, além de ser um 2 para 1, é um grande tempo play, porque nulifica vários turnos que passamos crescendo o Hangarback Walker ao invés de atacar.
 
Uma forma de jogar em torno disso é não crescer Hangarback tanto, ou só colocar ele na mesa quando você tiver uma forma de quebrá-lo, como Zabaz, a Vespa Tremeluzente, Evolutionary Leap ou Arcbound Ravager.
 
 
● Dress Down
 
 
Essa é a carta que mais me assusta, ela lê basicamente “anule a mágica alvo e compre uma carta. Ah, você também tem fichas gigantes de Constructo que você pretende usar para ganhar o jogo? Elas também vão morrer”.
 
Quase todas as criaturas de Hardened Scales possuem a habilidade de entrar no campo de batalha com marcadores +1/+1, o problema é que, sem esses marcadores, essas criaturas são bichos 0/0. Isso significa que, se Dress Down é conjurado com uma criatura na pilha, ela vai entrar sem marcadores e vai morrer imediatamente.
 
Eu já descrevi um pesadelo completo, sem ainda nem mencionar a possibilidade de Dress Down acabar com minha graça de fazer topteros com Hangarback Walker ou ferrar com a habilidade de modular do Arcbound Ravager ou Zabaz, a Vespa Tremeluzente.
 
 
● March of Otherworldly Light
 
 
Eu não acho ruim essa carta ser usada como remoção de bicho, mas perder uma Urza's Saga por apenas uma mana é um feels bad muito grande, principalmente quando o oponente consegue fazer antes de eu conseguir gerar mana com a Saga. A melhor maneira de jogar em torno dessa carta é deixar para jogar a sua Urza’s Saga como uma das últimas possíveis lands. 
 
 
● Karn, the Great Creator
 
 
Essa carta apresenta um problema horrível para o deck, principalmente quando o oponente consegue fazer um Karn, the Great Creator, comprar uma Ensnaring Bridge e travar o jogo. Sem a capacidade de usar as habilidades ativadas dos nossos artefatos e sem a habilidade de atacar, é impossível ganhar o jogo.
 
E, mesmo sem Ensnaring Bridge, o planeswalker requer uma resposta imediata porque ele trava o plano de jogo inteiro do deck. Além do mais, o oponente quase sempre pode se tapar para castar um Karn sem medo de levar dano letal na volta (porque as coisas quebradas que Hardened Scales consegue fazer requerem ativar habilidades de artefatos).
 
 
● Stony Silence/Collector Ouphe

  
 
Essas duas cartas caem na mesma categoria do planeswalker acima, são devastadoras contra o nosso deck. A vantagem é que elas não geram a vantagem que o Karn gera e Hardened Scales possui respostas melhores para essas duas cartas (na forma de March of the Otherworldly light ou Prismatic Ending).
 
 
● Force of Vigor
 
 
Essa carta detona Hardened Scales, detona mesmo. O problema não é a remoção, é a remoção ser instant speed e custar 0 manas, a vantagem de tempo que essa carta dá para o oponente é simplesmente avassaladora. Isso quebra vários truques com Arcbound Ravager e Walking Ballista, pode tirar nossa querida Hardened Scales da mesa e ainda mais é capaz de quebrar nossa Urza's Saga.
 
Pronto, já passou o momento de trauma psicológico, o artigo vai olhar agora para as possibilidades do deck. Algumas escolhas são fixas, como Hardened Scales, Arcbound Ravager e The Ozolith, já outras cartas como Esper Sentinel, Ancient Stirrings e Patchwork Automaton são escolhas cosméticas que variam bastante de pessoa para pessoa. Eu quero falar de três cartas em especial: Patchwork Automaton, Ancient Stirrings e Ingenious Smith.
 
 
● Patchwork Automaton
 
 
Com o lançamento de Kamigawa, essa carta imediatamente entrou no radar de Hardened Scales, afinal, é uma criatura artefato que ganha marcadores conforme conjuramos mágicas de artefato. De fato, a carta adicionou muita força ao deck, ela fica gigante muito rápido e é bem difícil de se remover do campo, duas manas é algo bem taxativo no formato Modern.
 
Além disso, pelo fato de crescer rápido, é uma boa criatura para ser sacrificada para Arcbound Ravager com The Ozolith em jogo para passar os marcadores do Patchy para outra criatura sua.
 
 
● Ancient Stirrings
 
 
Essa carta era peça central do deck nos anos dourados de Mox Opal, ela ajuda a encontrar terrenos ou criaturas, conforme a necessidade, ainda por cima permitindo um pouco de seleção de recursos. O problema é que, com o desenvolvimento do formato, o valor dessa mana cresceu muito, é difícil existir algum momento em que eu não esteja usando toda a mana a minha disposição, então, Ancient Stirrings acaba te atrasando nos primeiros turnos e só se torna uma carta boa a partir do quarto turno. Enquanto algumas pessoas ainda usam essa carta, eu prefiro economizar no gasto de mana e deixar ela de lado.
 
 
● Ingenious Smith
 
 
Eu gostava muito dessa carta no deck, ela permite que você tenha uma criatura grande e resiliente a remoção de artefatos, além disso, é um excelente top deck por basicamente ser duas cartas em uma. O valor dessa carta em jogos de alta troca de recursos é indiscutivelmente alto, o problema é que Patchwork Automaton acabou encaixando melhor nesse slot do deck. Talvez haja um espaço para Ingenious Smith no futuro de Hardened Scales, mas esse futuro não é agora.
 
 
- GUIA GERAL DE SIDEBOARD
 
 
Para esse guia, vou usar minha lista mais recente como base. Algumas ideias como regras gerais, quando estiver no draw você pode considerar reduzir uma land, já que as chances de zicar no draw são bem menores do que as chances de zicar no play. Além do mais, não invente de trazer um milhão de cartas do sideboard, lembre-se, seu deck já está redondinho para executar um plano de jogo, quanto menos você mexer nele, melhor o plano de jogo será executado. 
 
 
GW Scales - Abril 2022
3593 visualizações
08/04/2022
R$ 3.360,19
R$ 3.398.853,23
R$ 680.007.145,27
3593 visualizações
08/04/2022
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (24)
4   Balista Ambulante   62,98
4   Caminhante Aeródromo   8,90
4   Sentinela de Esper  170,00
4   Zabaz, a Vespa Tremeluzente  1,52
4   Autômato de Retalhos  2,00
4   Devastador Arconexo  36,99
Artefatos (8)
3   Jarro de Solda  1,95
1   Colar de Basilisco  4,96
1   Módulo de Animação  0,95
2   O Ozólito  48,60
1   Tambor das Folhas Vernais  5,69
Encantamentos (8)
4   Saga de Urza 273,95
4   Escamas Endurecidas  9,00
Terrenos (20)
2   Boseiju, a Persistente 193,49
2   Bosque das Margens Cortantes 15,00
2   Floresta 0,00
3   Macegal 11,45
4   Nexo de Mosco-tintas 89,81
2   Planície 0,00
2   Renascimento de Llanowar 0,30
3   Torre da Indústria 4,49
60 cards total

Sideboard (15)
1   Agulha Medular  3,00
2   Caminho para o Exílio  6,80
2   Lanterna Guia-almas  2,94
2   Marcha da Luz de Outro Mundo   31,70
2   Reivindicação da Natureza  0,35
1   Classe: Guardião   4,45
1   Esfera Amortecedora  8,99
2   Espelho do Vazio  5,08
1   Orbe Tórpida  48,46
1   Salto Evolutivo   0,90
 
 
● UR Murktide
 
 
A partida já tende a ser favorável, Dress Down e Engineered Explosives são os maiores problemas, seguidos possivelmente por um Archmage's Charm roubando seu Hangarback Walker.
 
No play: +2 Path to Exile, +1 Ranger Class, -1 The Ozolith, -1 Zabaz, the Glimmerwasp, -1 Welding Jar
No draw: +2 Path to Exile, -1 The Ozolith, -1 Brushland
 
 
● Grixis Shadow
 
 
Novamente uma partida que tende a ser favorável. O Patchwork Automaton perde um pouco de valor porque você não quer atacar (exceto quando for atacar por letal), junto com ele, Welding Jar perde forças por ser um top deck ruim e a match ser cheia de atrito.
 
No play: +2 Path to Exile, +2 March of Otherworldly Light , +1 Evolutionary Leap +1 Ranger Class, -1 The Ozolith, -2 Patchwork Automaton, -2 Welding Jar, -1 Zabaz, the Glimmerwasp
No draw: +2 Path to Exile, +2 March of Otherworldly Light, +1 Ranger Class, -1 The Ozolith, -1 Patchwork Automaton, -2 Welding Jar, -1 Brushland
 
 
● Living End
 
 
Lembre que seus melhores amigos nessa match são Arcbound Ravager e Hangarback Walker. O Ravager vai permitir que você gere valor a partir do Living End do seu oponente (sacrificando todas suas criaturas em resposta) e Hangarback Walker vai fazer muitas fichas no momento que ele sair de campo. Considere mulligar agressivamente para achar mãos que tenham pelo menos uma dessas cartas.
 
No play e draw: -2 Esper Sentinel, -2 Welding Jar, +2 Soul-Guide Lantern, +2 Void Mirror
 
 
● 4c Money Pile
 
 
Essa match é pura canseira, trocação de recursos sem parar até que uma hora você consiga ficar à frente. Não tente um ataque all in porque você vai sofrer para uma solitude e tenha cuidado com Ephemerate
 
In: +1 Ranger Class, +1 Torpor Orb, +1 Evolutionary Leap
Out: -1 Brushland, -1 The Ozolith, -1 Welding Jar
 
 
● UW Control
 
 
Outra match que é pura canseira, animation module e Urza's Saga serão seus melhores amigos para fazer bichos a velocidade instantânea e colocar pressão no oponente ao mesmo tempo que se joga em torno de Veredito Supremo e Contramagica.
 
In: +1 Ranger Class, +1 Evolutionary Leap
Out: -1 The Ozolith, -1 Welding Jar
 
 
● Burn
 
 
Torça para ganhar no dado, essa match costuma depender muito disso. O maior problema é que precisamos descarregar nossas mãos e fazer isso quando o oponente está na Play e baixar um Eidolon of the Great Revel no turno 2 é bem difícil. Use suas criaturas agressivamente no combate para chumpar ou trocar, o importante é absorver a maior quantidade de dano possível. Basilisk Collar te ajuda a estabilizar caso você consiga chegar no quarto ou quinto turno. É razoável considerar trazer Nature's Claim nessa partida, mas eu nem sempre faço isso.
 
In: +2 March of Otherworldly Light 
Out: -1 Animation Module, -1 Welding Jar
 
 
● Temus Rhinos
 
 
Consiga crescer um Patchwork Automaton para ficar mais gigante que os Rhinos, ou até mesmo um Arcbound Ravager, não tente ser o aggro nessa partida, você segura a board e ganha o jogo grind, eventualmente suas criaturas vão crescer fora de alcance e ele terá os mesmos Rhinos bestas.
 
In: +2 March of Otherworldly Light, +2 Void Mirror
Out: -1 Welding Jar, -1 Brushland, -1 Zabaz, the Glimmerwasp, -1 The Ozolith
 
 
Concluindo
 
 
Bom pessoal, eu vou ficar por aqui, tenho gostado muito dessa configuração de Main Deck/Sideboard, vou continuar trabalhando com ela e tentando algumas coisas diferentes aqui e ali. Com sorte vocês vão ver essa lista (ou alguma variação dela) junto ao meu nome em algum anúncio de Top 8 por ai :D
Antonio Zanutto ( tunicoberno)
Juiz de Magic nível 2, participou três vezes do Pro Tour.
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 13/04/2022 17:09

Talvez eu esteja errado, mas eu penso que ozolito é uma carta que você quer ter acesso sempre, mas nunca comprar ela, sempre tutorar com a saga.
As outras cartas são importantes e eu não acho que exista coisa melhor para cortar

(Quote)
- 13/04/2022 17:08

Sim, se sua criatura recebe marcadores -1, eles vão passar para o Ozolito.
O modular só se importa com marcadores +1.

(Quote)
- 13/04/2022 15:25
Fiquei surpreso com a redução do Ozolito em todos os matchs grind. Eu imaginaria que ele seria uma carta boa nessas situações.
Tem algum motivo específico para o corte nele?
(Quote)
- 13/04/2022 14:44
Nossa, um desse no Pioneer falando do Uw ia ser 10!!
Excelente artigo, mesmo eu não jogando mais modern!!
(Quote)
- 13/04/2022 13:32
Tira uma duvida! sobre a regra 704.8. que fala sobre marcadores +1/+1 versus bixo com infect ou wither que provavelmente deve ser a mesma interação, ele passaria os marcadores tanto como modular quanto para o ozolito??
Últimos artigos de Antonio Zanutto
Report NRG Series
NRG Series é uma série de torneios de Magic que está acontecendo no Meio-Oeste dos Estados Unidos.
2.456 views
Report NRG Series
NRG Series é uma série de torneios de Magic que está acontecendo no Meio-Oeste dos Estados Unidos.
2.456 views
18/08/2022 10:05 — Por Antonio Zanutto
Tudo que rolou no SCG Con Syracuse
Um evento Modern com premiação de 30 mil dólares
7.146 views
Tudo que rolou no SCG Con Syracuse
Um evento Modern com premiação de 30 mil dólares
7.146 views
15/07/2022 10:05 — Por Antonio Zanutto
A visão dos Grinders sobre o Magic Competitivo brasileiro
Entrevistei alguns dos principais nomes do cenário nacional para saber o que eles estão achando sobre o momento atual do Magic competitivo
5.674 views
A visão dos Grinders sobre o Magic Competitivo brasileiro
Entrevistei alguns dos principais nomes do cenário nacional para saber o que eles estão achando sobre o momento atual do Magic competitivo
5.674 views
29/06/2022 10:05 — Por Antonio Zanutto
Desaprovando no Modern
A carta desaprovar é muito complexa e sempre desperta muitas dúvidas, chegou a hora de entender de uma vez por todas as interações com essa carta.
7.145 views
Desaprovando no Modern
A carta desaprovar é muito complexa e sempre desperta muitas dúvidas, chegou a hora de entender de uma vez por todas as interações com essa carta.
7.145 views
16/06/2022 10:47 — Por Antonio Zanutto
Matemágica
Matemática e Magic tem tudo a ver
4.284 views
Matemágica
Matemática e Magic tem tudo a ver
4.284 views
27/05/2022 10:05 — Por Antonio Zanutto